Cone Crew Diretoria

Cidade/EstadoRio de Janeiro / RJ
Plays8.059.836plays
Tamanho
Imprimir

Escute Mudo

Composição: Maomé Batoré Rany Money Cert e Ari

Neguim diz Cert surta, sua mula, anula, sua cuca, matuta, maluca Na busca, burra, de bens, na revista, a figura tá lá na coluna Tomada de imagem, miragem de curta-metragem na urca, filmagem, da lua Nós luta, cai, levanta, bate a cabeça e não perde a conduta Madruga é puta, pederasta fruta, e verme filho-da-puta Disputa estúpida, e absurda, de quem rebola mais sem blusa É revoltante, então levante, protestante, ativista, do kunk Cuns blunt, de kunk, punk, junk, trash, drunk, phunky Fumando um monkey, monkey, monkey Sem ver a cor do money money, Rany_Money, "gramperam o telefone" Dispensa o flagrante, skunk no bong da nossa cone Que atingiu o horizonte, com versos e microfone Beat bom, e alto-falantes, atitude, pra fugir dos homi E a sirene eu estourei com um blunt, Punk, e de granada um tanque Pensamentos semelhantes, quando unido, entra em transe E o problema é constante, no Recreio dos Traficantes Dão bote, tô sem flagrante, sem carteira, no volante E o Batora com barbante, de haxixi gigante Nós é máfia não é gangue, Recreio dos Traficantes Vou daqui aos Andes, só se alguém me banque Pois din-din não tem, trank, mas o que não falta é kunk Bucetin, pede pra mim:-pirimpimplin, me lambe Guci-guci, boli-boli, coca-cola, diz que engorda Quando eu compro, joga fora, e me incomoda é foda Eu não sou cafetão, eu não sou prostituto Eu não sou gigolô, eu tenho conteúdo Escute mudo, se prostituta é puta, prostituto é puto Pra mim é a merma merda, taque fogo em todo mundo (McCert) Toda mulher quer casar com um aplayboyzado, milionário Mas trai ele com um largado, pra poder atingir o orgasmo E o riquin não viu, otário, pois tava polindo o carro Preocupado, com o novo arranhado, na sua nova BMW E o Batora faz a escolta ao lado, rato, no ato E as belas, cadelas, traço, pros pelas, canelas, taco Se gaste no espelho, enquanto eu gasto tua mina de quatro Se tu é muleque-piranha, eu sou um muleque que come piranha, chapado Falo gírias da minha galera, em minhas rimas, ideias retas Me erra, seus merdas, seus pelas, cheio de lepras, velhas Moda pega e morre, ninguém lembra mais da Perla , "anh?" E na batalha de mc, solto o batora e grito PEGA (Batoré) Alongamento , xose sem sentimento, CONE represento Sexo é o melhor momento, gosto todo o tempo Gozo a vida no talento, errei conserto, vivo o certo pelo certo pela selva de concreto "papo reto"/ Alemão comédia eu veto, mete o pé me deixa quieto! Pega 1 metro mas nao cai de teto, fica esperto e perto ConeCrewDiretoria gíria e dialeto deixo pro meu neto Não pro Muleque Piranha com shortinho usa um boné Terrorista joga bomba, pega aqui minha tromba Geral zomba só la lombra, to queimando um ret com o Cert em Maromba Os cana passa só ve sombra, Papatinho bases que assombra Quero paz e mato pomba... Muleque piranha dança e se arreganha situação meio estranha Lnguiça ou picanha, Rap é só pra quem tem manha Seu som é pra traveco mexer banha, o meu move montanha Campeonato de pederastia tu já sabe até quem ganha E o prostituto com aquele que eu fico puto, 1 minuto de luto Um comédia desse eu chuto, namorada eu chupo Vagabunda forma grupo pra falar mal de mim Cafetão, gigolô TIC TIC chegou seu fim... Eu não sou cafetão, eu não sou prostituto Eu não sou gigolô, eu tenho conteúdo Escute mudo, se prostituta é puta, prostituto é puto Eu sou mais eu, rato ralado, de skate voado jogando de chinelão, os aerial saindo alto Neguzin, para, gosta, quando, escuta, mas não vê Pois é estéreo, sonóro, me distância da tv Aliena povo, aliena Globo, à você Aliena SBT, e também RedeTV PCB, PT, PC do B, PP, e PTC Vai pra tudo PQP se fuder Quer dizer que tu é cafetão?Prostituto seu cuzão Gigolô, que dá o cú pra ganha sua comissão? Não, não, acho que não, ganha din pra ir pra cama Tu já é velho, não é muleque e permanece uma piranha Tua fama, com seu bigodin, pintadin de loiro Seu blondor me dá desgosto, nojo, pederasta tosco Bebendo cerva no posto, e eu bebo minha 88 Tu é garoto-novo, rala do meu fundo do poço Pilozin de caderno velho, médio, na marquize do teto Se for tatin, e tu num pega, eu pego prego Papatin, traz stencil, tatin, pra mim E o pedrin, traz o vinho, de benflogin, do boldin Rany Money e Maomé fechando o green team E o Dedé no volante mais louco do que o Mr. Bean Afim, de causar o fim, da sociedade inteira sim Pois esse tal din-din, que não deram pra mim Matando os originais, fortalecendo os bling-bling É nos reclames do plin-plin, que rola solto o tirim Rabisquin, pirimplinplim, carrerin, no camarim, Tim-Tim Cumendo Quindim, caviar, ou algo assim Pensando ser sayagin, espadachin, ou ja-nin Jogando suas estrelin, enquanto eu fumo com o Guaxinin Juan, Rasta, e Bolovin, com cdzin do Shawlin Queimando um do alecrin, com fome, devendo até meu rim Eu não sou cafetão, eu não sou prostituto Eu não sou gigolô, eu tenho conteúdo Escute mudo, se prostituta é puta, prostituto é puto Pra mim é a merma merda, taque fogo em todo mundo

193.616

plays

Comentários

Filtrar Por:

Playlists relacionadas à musica

Home