Imagem de capa de DZ101
DZ101

DZ101

Cidade/EstadoDiadema / SP
Plays2.489plays
Tamanho
Imprimir

V...Ida

Composição: Sergio de Oliveira

O plano do mundo está bem programado, eu sai do programa para viver sossegado. Assim, vou vivendo sem um conceito fechado, cada dia passado me sinto menos pesado. Preciso estar leve o suficiente pra partir, acordado, da janela vendo a massa dormir. Fazendo dos obstáculos o motivo pra sorrir, andando no caminho que eu mesmo escolhi. Em meio a tantos conceitos eu me encontrei computador com defeito, mas não desmontei. Causa e efeito, vou sem medo, pois hoje sei, que somente o nosso coração é que rei. Nos vamos morrer, não tenho nada a perder, muito menos o que para provar pra você. O meu único esforço é o de simplesmente ser, deixar a bola rolar nem ganhar nem perder. Refrão (2X) Sai do manicômio pra matar o meu ego, desmontei as ilusões peça por peça tipo um lego. Cai da cruz pra seguir a luz e tirar os pregos, levantei, larguei todo peso que carrego. Meu lar não é aqui, moro além do universo, vou pro reino dourado e daqui desapego. O espirito livre não finda, ele é eterno, no ultimo suspiro não nego eu me entrego. Não acredito na O.N.U., mas acredito em gigantes, a historia foi contada por traços obstantes. Acredito só na duvida, a logica é inconstante, verdades são mentiras, discutir é desgastante. Pode soar arrogante, mas nunca leva a nada, acaba nos distanciando por partidos na parada. Todas as raças, sexos em classes separadas, a humanidade andando na mesma estrada. Escolhas são como bumerangues no ar, já sabendo que do jeito que for, vai voltar. Então, deixa o pé pisar, pra eu poder andar ate lá de vagar, sem parar, sei onde quero chegar. Ninguém melhor que eu pra saber de mim, com os meus passos, caminhando para o fim. No caminho de volta pro lugar de onde eu vim, sem olhar pra trás sigo cantando assim. Colagem: (Eu vou dar o meu desprezo, pra você que me ensinou que a tristeza é uma maneira, da gente se salvar depois). Refrão (2X) Sai do manicômio pra matar o meu ego, desmontei as ilusões peça por peça tipo um lego. Cai da cruz pra seguir a luz e tirar os pregos, levantei, larguei todo peso que carrego. Meu lar não é aqui, moro além do universo, vou pro reino dourado e daqui desapego. O espirito livre não finda, ele é eterno, no ultimo suspiro não nego eu me entrego. Colagem: (Um trem para as estrelas, depois dos navios negreiros outras correntezas).

84

plays

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário

Playlists relacionadas à musica