INVERNADA DA RECORDAÇÃO

Ronaldo Viola

Meu avô morreu, mas, deixou com a saudade,
A chave da porta de um velho quartinho.
Onde muitas vezes por causa da idade, ali se
Trancava, falando sozinho.

Após alguns meses que fez a passagem,
Voltei a barretos pra ver a vovó.
Durante o percurso daquela viagem,
Sentia no peito o aperto de um nó.

E muito anciosa, já no outro dia, encontrando
A chave do quarto eu entrei.
Se foi de tristeza ou talvez de alegria,
Não sei explicar, mas na hora eu chorei.

Ao ver velhas tralhas usadas na lida
Foi como se eu descobrisse um tesouro.
Em cada apetrecho, um pedaço de vida,
Marcando a existência de um peão de ouro.

Tinha um laço forte, couro de mateiro
E um peitoral com argolas de prata.
Um par de estribos e um cantil mineiro.
Arreio completo, bridão e riata.

Um schmidt wesson cabo de marfim,
Num coldre com as balas já empretejadas.
Um lenço vermelho de seda ou cetim,
Seu nome bordado com letras douradas.

As esporas presas num par de botinas.
Um gibão surrado e por dentro um punhal.
No berrante um suporte trançado de crinas.
E um colar de dentes de algum animal.

Tinha um damasco dois canos trouxados.
A capa gaúcha, o pelego argentino,
Entre os objetos e papéis guardados...
Também seu retrato quando era menino.

Chapéu panamá vermelho de poeira.
E junto ao baixeiro um facão guarani.
Uma linda oração de alguma rezadeira.
E um cinturão pele de sucuri.

O resto das tralhas não vou descrever,
Porque não consigo conter a emoção.
O que está faltando, é fácil entender,
Se foi pra invernada da recordação...

Músicas mais acessadas

Fotos (24)

Release

JULIANA ANDRADE, nascida em 06 de Janeiro, no distrito de Santo Amaro, São Paulo, começou a tocar vióla aos 15 anos de idade, influenciada pelo pai, e sempre gostou de música sertaneja autêntica.
JUCIMARA, nascida em 11 de Julho na Vila Junqueira, na cidade de Lins, interior de São Paulo.
Em 2000, JULIANA ANDRADE, participando da inauguração de uma nova casa noturna em São Paulo, acabou conhecendo JUCIMARA, onde começaram tocar e cantar por brincadeira, e acabaram formando a dupla "As Violeiras do Brasil". Sucesso em todo país.
Aqui, um pequeno histórico discográfico destas artistas da música sertaneja:

JULIANA no ano de 2000, eleita "Princesa da Vióla", gravou seu primeiro cd, intitulado "A Vióla da Princesa".
Em 2001, após vencerem grandes festivais de vióla, inclusive vencendo um importante festival de ...

Continuar lendo>>