Imagem de capa de Mokan
Mokan

Mokan

Cidade/EstadoSão Paulo / SP
Plays78.280plays
Tamanho
Imprimir

Ao seu dispor ft. Ivan Sader

Composição: Mokan

Sorriso falso, de quem não gostou do presente Satisfação é sentimento tão carente Em uma vida rodeada de glamour Mas vazia como um coco seco, lá do deserto do atacama Da tapinha e pergunta quem é o mané Mas o comportamento muda quando sabe o que é que é Um gerente de uma multinacional Um porsche e uma lamborguini estacionada no quintal Baixa a champa e serve para os amigo E quando resta só o gelo vai pro canto de castigo E gelado, dorme sempre mal acompanhado Uma lomba de 7 litros e um cérebro invertebrado Faz rolê, de moto kawasaki, 1100 Mas quando quebrou a perna os parça some igual o x-men E na calada, cala o seu próprio caminho Prefere mal acompanhado que sozinho Sobe no poste só pra chamar a atenção O carpe diem que traz no peito contrasta com a dor no coração Que ainda bate, mas cada vez mais fraco Por fora cheio de brilho por dentro cinza e opaco Quanto mais comia mais a fome o matava Matava a sede da vida bebendo agua salgada E o que importa, quando eu vejo isso tudo É que eu enxergo, analiso, e valorizo o meu mundo O céu, pode esperar, mas quem espera é você O céu, pode esperar, mas quem espera é você Ligou a câmera e tira foto mostrando os material Posta sua felicidade lá na rede social Faz xis e aperta o flash, fechou e volta pro trash, e acha normal É um padrão, que nem todos querem questionar Uma fila indiana que não gosta de pensar A procura de um culpado pra culpar Por tudo aquilo que ele nem sabe ao menos o que é Você é foda, quando tem uma boca e não sabe sorrir Quando tem dois braços que não sabem se abrir Quando pisa na cabeça para poder subir, e depois cair no chão É foda, ver tanta destreza pra poder alcançar E dar com a cara no muro só para acreditar Que o amor da vida não se pode comprar com mastercard O céu, pode esperar, mas quem espera é você O céu, pode esperar, mas quem espera é você É tudo igual, o sangue que escorre da veia Seja cumprida a palavra e a promessa da santa ceia Pois espaçoso é o caminho da perdição Venha até mim que sou manso de coração E a tua liberdade tu que tens que cuidar Tudo podes, mas não precisa a tudo aceitar Falo em segunda pessoa, mas você sempre é a primeira É quem escreve a sua história é quem resolve o seu dilema Ninguém tá livre, do olhar da medusa Frio e sombrio como a própria yakuza E há quem acusa o senhor por ser assim Senhor piedade pra eles, senhor piedade de mim A sociedade chama de inocente Quem acredita que o mundo vai pra frente Quando não há sentimento, nada tem valor Muito prazer mais um inocente ao seu dispor

7.282

plays

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário

Playlists relacionadas à musica