Paula Hosana Part. Handriell E Rei Cirurgia Moral-cura interior

cura interior

Cura Interior

Ausência que se busca sequelas parece fase
Delata minha voz do que limita ta em margem
Inerte a gravidade sem constar no que se busca
Enferma na loucura essa mulher aqui surta
Pra ta no anseio, pra me render ao desejo
Do que me jogo no enredo me acovardando primeiro
Me rejeito meus medos sem anseio vagueio
Cacos quebrados, já não sei no que eu creio
Nem a prosa que consola nem o ombro amigo que abriga
Não descarta o que a sola, não sara a ferida
Vazio bruto o furto que me rouba o sossego
Inundação que afoga propensa aos erros
Faísca incendeia o gelo não afaga
Pés sangrando no caminho que se pisa ta em brasa
Moída, pisada, do que se passa por dentro
Afogo, me dopo anestesia o momento
Flagelo me imigro no antidepressivo
Sombras que usurpam que me fazem invisível
Engaiolada com leões famintos em cadeia
De frente com gigante em terra de cidade alheia
Rastejo por migalhas, minhas falhas estou farta
Cansada constando que por dentro aqui mata
que me fez exaurir do que sufoca sem ar
do que não deixa respirar do que me fez recuar
Queria gritar amordaçada não se ouve estou muda
Senhor me de o sopro me tire dessa sepultura
Enxugue as lagrimas que arde me conceda a cura
Me faça renascer...


Refrão
Quando o limite já chegou e a dor foi grande ao ponto de me enlouquecer
Senti as mãos do Deus que me criou secar as lagrimas e me erguer
Toda ferida ele cicatrizou do meu passado me Fez esquecer
Com ele me tornei um vencedor e recebi a cura interior


Nem quando eu era do mundão sua palavra fez curva
Considerado o meu Jesus na cadeia e na rua
Segura agora o evangelho e os manuscrito
Rei, servo de Deus, imitador de cristo
O clima frio do inverno abastece minha alma
Minha oração não se congela nos traumas
Por que a brisa que transpassa meu maderite velho
Pela fresta pouca luz aqui dentro evangelho
Cadê a luz que cura e salva o sofredor
Espero em Jesus a batalha do gladiador
O pensamento de abandono é constante
Não é clima de romance é guerra a todo instante
Por que agasalhado com o manto do espírito santo
não tem mais quina não existe canto
Louvado seja senhor em seu santo nome
Que desceu a terra e andou entre os homens
Sai do cativeiro com nos não tem segredo
Se na vida Sinto medo Pode contar nos dedos
Não se entrega ao inimigo nem por muito dinheiro
Por que promessa de Deus na mira Acerta em cheio
Por dentro uma dor corrosiva e indesejada
Maltrata o coração enfraquece a própria alma
Aos médicos dos médicos dedico todo valor
Obrigado pela cura interior

Refrão
Quando o limite já chegou e a dor foi grande ao ponto de me enlouquecer
Senti as mãos do Deus que me criou secar as lagrimas e me erguer
Toda ferida ele cicatrizou do meu passado me Fez esquecer
Com ele me tornei um vencedor e recebi a cura interior

Músicas mais acessadas

Fotos (37)

Clipes (1)

Release


Release

Paula iniciou em 2002, participou de 2 grupos constituído dentro da Posse Conexão Hip Hop.
Participou da Banca Escolta com o grupo Repressão Verbal.
Já No ano de 2009 Formou o grupo Relato Feminino com a integrante Mina Katy, até o período de 2010. Participou da comemoração do aniversário de Brasília
(Brasília Outros 50) junto com Vera Verônica, Teve conexão em um evento no SESC com mulheres da Republica Dominica ? Espanha.
Participou dos Festivais: RPB, BSB Gospel, Festival BSB Várias Quebradas, e vários outros não citados. No final de 2010, Paula vem seguindo com seu trabalho solo Com Hosana, concorreu ao premio Hip Hop Zumbi na categoria Hip Hop Mulher. Faz Parte da produtora Fabrica de monstro coletivo ArtSam. Paula foi considerada pela OMB- Musico profissional.
E de tudo ...

Continuar lendo>>