Paulo DeabloDiário de um Hippie223 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
Iniciando música ~ em
    1 / 4

    Contrate

    Paulo Deablo

    Puta Que Pariu

    Paulo Deablo

    Puta que Pariu

    Difícil é por ser latino americano e careta.
    Sem um puto no banco, empapuçado de marreta.
    Não é por ser barbudo que eu viro comunista.
    Difícil é explicar já mando logo para a
    Puta que pariu
    Puta que pariu
    Puta que pariu
    Difícil é explicar porque sou pobre e tenho i-phone.
    Ou quem vai de limusine no dogão pra matar a fome.
    Difícil é explicar porque a discriminação.
    Se em mais ou menos tempo vamos todos para a
    Puta que pariu
    Puta que pariu
    Puta que pariu
    Difícil explicar o racismo.
    Difícil explicar a opressão.
    Difícil explicar o que o consumismo.
    Difícil é dizer que eu tenho outra opinião.
    Difícil é explicar que isso tudo faz sentido.
    Viver atrás de grana pra depois morrer mendigo.
    Vende a vida por grana.
    Pra querer ser bacana.
    Recatado e do lar.
    Pra poder criticar.
    Difícil é explicar que o meu bem não é seu mal.
    E que nada em sua vida deixará de ser igual.
    Se você aceitar opções e opiniões.
    Se você aprender a lidar com quem mora na terra.
    Nunca mais vamos ter de mandar
    Nunca mais vamos ter de mandar
    Nunca mais vamos ter de mandar
    Puta que pariu
    Puta que pariu
    Puta que pariu

    Músicas mais acessadas

    Álbuns e Singles/EPs  (1)

    Fotos (2)

    Clipes (1)

    Release

    Baterista a 20 anos, toco outros instrumentos também. Componho desde 2000. Todas as minhas músicas foram criadas utilizando o Reason e estão em constante aprimoramento, portanto o que você vê hoje, amanhã será diferente. Sou fã de parcerias, que me alem de aprimorar como músico me trás grandes amizades. Se você curtiu o som e de repente quer fazer a linha de baixo ou solo de guitarra ou qualquer outra contribuição, será muito bem vindo.Meu sonho é fazer musica coletiva, sem fronteiras de estilo, sem fronteiras de pessoas.Obrigado pela visita :-)
    Paulo