TCHEZ

EstiloRock
Cidade/EstadoPorto Alegre / RS
Plays546plays
VER TODAS AS MÚSICAS

Comentários

Filtrar Por:
Vitor ViegasBaixo
Estevão HaeserVoz
Terence MichelsBateria
Ver mais integrantes

Release

A banda Tchez carrega em sua proposta, um Rock com melodias rasgadas, sonoridade crua e elementos da música regional do Rio Grande do Sul e suas fronteiras, como o Chamamé, a Milonga e a Chacarera. Estas duas diferentes referências se articulam e se mesclam ao repertório individual dos músicos (que também transita pelo Blues, Jazz e Funk Music), resultando em farta produção de material autoral, tanto instrumentais quanto letradas.
O NOME
Uma expressão simples e pronúncia fácil em diversas línguas e com significados distintos. Assim surgiu a ideia do nome do grupo. Como nos movimentos das peças de xadrez, os andamentos inusitadamente sobrepostos criam imagens sonoras que são também reflexões sobre a vida contemporânea.
O xadrez é o contraste, o fragmento, o regrado. Chess.
Chez é a preposição de ligação, a conciliação pelo ideal comum. Mas o Tchê, enquanto palavra-símbolo de uma identidade ligada ao sul do país, talvez seja o mais forte elemento nesta mistura. O Tchê está presente por vezes na temática, por vezes no vocabulário, constantemente na sonoridade.O tipo de experiência sonora que buscamos e admiramos é irmão da pesquisa presente na obra de outros importantes artistas locais/nacionais como Graforréia Xilarmônica, Ultramen, Fuguetti Luz e Bebeto Alves, por exemplo.
HISTÓRICO

Tchez é uma banda relativamente nova, possui apenas um ano com a atual formação. Mas não é em sua curta história que algum critério possa avaliar seu potencial ou a qualidade criativa e sim na reunião produtiva dos amigos que a compõem. Estêvão Haeser, Marcos Bombardelli, Terence da Costa e Vitor Rech.
Marcos Bombardelli, é produtor musical, professor multi-instrumentista e orientador de prática em conjunto nas escolas ESTAÇÃO MUSICAL e BATERAS BEAT, além de criador e produtor de trilhas tanto para curtas como outros movimentos artísticos, tendo diversos trabalhos premiados localmente. Exemplo disso são os dois projetos selecionados pelo FUMPROARTE, sistema da Prefeitura de Porto Alegre que fomenta a produção artística local, um em 1996 e outro em 2011.
Terence da Costa Começou a tocar bateria aos 14 anos como autodidata, ouvindo muito Led Zeppelin (a maior das influências sobre sua música), Black Sabbath e Deep Purple. Ao lado da sua primeira banda, Os Zigotos, foi selecionado para o festival de música de Porto Alegre, tocando no Auditório Araújo Viana. Em 2002, ingressou na banda que viria a se tornar a Montanha Mágica, com a qual realizou concerto na Casa da América Latina, em Lisboa, 2011.
Estêvão Haeser(Porto Alegre/RS, 1977) É artista multimídia, especialista em Pedagogia da Arte pela Faculdade de Educação da UFRGS (2009) e graduado Bacharel em Artes Plásticas (Habilitação em Desenho) pelo Instituto de Artes da UFRGS (2003).
Vitor Rech, além de longa experiência musical individual, já havia se encontrado no Projeto Montanha Mágica, com o qual excursionou juntamente com Estevão e Terence, para Portugal em 2011, com apresentações na Casa da América Latina e na tradicional Livraria Buccholz, além de bares do Bairro Alto e da Graça, todos em Lisboa.
Em Maio de 2013 fazem seu show de estréia no Teatro do CIEE e no restante do ano se apresentam em alguns locais de Porto Alegre como a Casa de Teatro e Hangar Pub.O grupo prepara seu álbum de estréia, com o título provisório Tabuleiro que deverá conter 13 músicas autorais e inéditas.

Playlists relacionadas

Contrate

Marcos Bombardelli

(51) 3022 - 1751 | (51) 9343 - 2125http://www.tchez.com.br/
Home