Imagem de capa de Throskan

Throskan

Cidade/EstadoRio de Janeiro / RJ
Plays507plays
Tamanho
Imprimir

100 Barraz

Composição: Throskan Feat Mendes & Mauro Dance

Artistas: Throskan, Mendes & Mauro Dance Título: 100 Barraz [Verso 1] - Throskan Pauso nessa estrada com os meus, sempre firme com fé em Deus, todos os dias rezo pelos meus, parentes todos que Deus me deu, então não paro continuo em frente pra ver a família sempre na enchente, eu digo nigga não sou teu parente, não tornes os meus sonhos carentes, pauso em cima numa grua pra ver o brilho da lua, vejo mboas todas nuas, Dima e o M todos numas, niggas todos tentam me enfrentar, não tenho arma sempre a lhes matar, eu digo nigga nunca vou mudar, então não paro continuo a lutar, eu vejo brilho de uma estrela, não vivo sem pensar na Keila, telefone chama é a Estrela, não sou general só tenho uma estrela, com mais obras que Pepetela, perguntem ao Nelson Mandela, só que ele está debaixo da terra então não tem como mano aceita ou procura outros membros na meta pra ver se te contam a cena, no bit não borro o esquema, minha tropa não é fogo mais queima. [Verso 2]- Mendes Ei, levei o game contigo, vivo no rap meu abrigo, niggas sem casas eu abrigo, mudar de vibe vos obrigo. Motherfucker, motherfucker, esses niggas se perguntam o caminho percorrido até chegarem no domínio, e eu dizia, condizia quando o rapper me ouvia, quando o rapper não fazia, quanto o repper me olhava má nigga, finto os bits tipo pro, nesse game sou o tal, (má nigga) meto o game em movimento já me chamam de motor, dirigindo esses niggas tipo sou um condutor, mando barras com notícias já me chamam locutor, niggas não se movimentam tipo estou a lhes amarrar, (ei) e a velha é nova mas o grupo é velho, no palco os meus só partem tudo novo, corridas no bit tipo o tio Sayovo, de volta track com rap, antes kuduro e hoje é rap, e o niggas todos querem me imitar, só que não percebem fazem mímicas, enquanto os niggas só querem miúdas eu estou tipo o Cali na mocita, eu finto niggas tipo estou no atlético sou sujeito mas nunca me chama de sintético, vou levar esse bit tipo sou um para-médico, no palco sou um treme, treme epiléptico. [Verso 3] - Mauro Dance Je suis diabolique la music c´est tudo por moi, (yha) se for pra ser preparado já nasci preparado porque nem na pré parado eu ficava, por eu gostar sempre de mais (+) dizem que o gajo é adição, (ei) e esses niggas são de menos, like subtracção eu sou bem louco (xé), tipo que fui paculado e esse bit hoje eu lhe sufoco, fogo me atirem água porque o Dance está quente de mais (xé), e eu toco nos teus dentes, na tua cara, na tua mente já não vês que é quem, e esse mano tipo vem mato todos até o look 100, ele sente que eu sou mau, eu sou mau tipo cão, dono da selva sou leão, para-médico tem medo de mim e eu posso matar esse bit assim, tipo só a tossir..., mas agora vê, sou um puto bem loco tipo nada mano já me sabem estou a levar a manada, (ok) mas agora tipo declive, eu esses bit um gajo viola me faz pensar instrumento musical, todos os bits um gajo compasso mesmo com estojo,e agora não estou mais, eu estou produções, agora não sabem quem é quem, não falo de milhões, sou puto bem mau, pausado na banda com todos papoites, quarteto homicida e o Dance homicida.

297

plays

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário

Playlists relacionadas à musica