Imagem de capa de Wayfore
Wayfore

Wayfore

EstiloNew Metal
Cidade/EstadoLorena / SP
Plays8.126plays
Tamanho
Imprimir

Vida

Composição: Ronald Esteferson

Várias vidas surgindo São almas puras que vem ao nosso encontro Enquanto corações fortes sangram por amor e a atenção Há frieza nas espadas dos heróis abatidos Por suas próprias emoções E dragões conquistando as veias do mundo É assim que vejo a nossa realidade Ter amigos tomados pela maldade Sem forças para reascender suas almas E enfrentar a injustiça pra reerguer os seus irmãos Por que é tão difícil ser forte? É tão cruel ter a esperança a morrer Engravatados mordem as mãos que os alimentam Sem pensar que elas serão as mesmas mãos ásperas Que o acariciarão no final, e pelo abismo o empurrarão Tudo que estou a ver Não posso me conter Eu preciso expelir Desabafo a você! Nuvens negras pairando sobre os nossos dias Transformando alegrias em apenas lembranças Só lembranças Uma canção a cada profecia Passagens destruídas por nossos monstros Lembranças dos dias claros são tomadas pela distância Desejos obscuros tomam corações Que clamavam por justiça Canhões não trazem a paz Vidas são levadas sem compaixão Engravatados mordem as mãos que os alimentam Sem pensar que elas serão as mesmas mãos ásperas Que o acariciarão no final e pelo abismo o empurrarão! Tudo que estou a ver Não posso me conter Eu preciso expelir Desabafo a você! Nuvens negras pairando sobre os nossos dias Transformando alegrias em apenas... Um país se perdendo, apadrinhado por temores Hoje a ferida da carne é menos densa que a injustiça da alma O meu ultimo esforço foi-se em vão Transformando-se em apenas destroços do meu coração Que se partiu, ao sentir esse ultimo lamento Que me torna cada vez mais fraco Já não há mais preces que possa fazer o meu dia melhor Sem rezas que cure o que há ao meu redor A essência de meu subconsciente me deixará dormir aos Pesadelos durante o resto da noite E se tudo que me consome e vejo acontecer é o que Chamamos de vida, então eu prefiro dormir sozinho Em um casulo de paz, nas profundezas do mar Tudo que estou a ver Não posso me conter Eu preciso expelir Desabafo a você! Nuvens negras pairando sobre os nossos dias Transformando alegrias em lembranças Hoje a pureza dessas almas se desvaneceram Pela consolidação de um sentimento rejeitado E um carma que é carregado por nós, que vivemos a sós Se isso é uma guerra, dou-me como derrotado Não há forças para lutar. Não há!

115

plays

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário

Playlists relacionadas à musica