AFAL

Cidade/EstadoAnápolis / GO
Plays129.201plays
Tamanho
Imprimir

Cresce a ira

Composição: AFAL

De favela pra favela tem ação, fundão, salve função, “salve” do extremo da cidade marginal revolução, chama “os irmão”, sofredor desiste não, é guerrilha, sobreviva sem cortes Brasil tristes estatísticas, crianças desnutridas, morrem em meio ao caos no primeiro mês de vida hospital sem vaga, o pensamento vaga, o funcionário folga com a mãe angustiada, cresce a ira num pais capitalista, agora é explosivo colete a laser as mira, umas “peça loca” caixa eletrônico c4 e umas toca, bum estoura, cata a boa, seu Zé “tava bicando” uma “pacoteira pá patroa”, cada um no seu corre automática na mão, deputado cata a grama te aponta a constituição, casa na praia, mulher bebida cara, e os guerreiro arrisca a vida por um quilo de alcatra, sangue escorre “jorra” mancha a pátria amada, se tem corrupção canta G3 furando as lata. 2 X Cresce a ira, E a ira cresce, “cresce” não se esqueça que os moleques também cresce, a injustiça, que permanece, gera o ódio no coração dos “moleque”. De manifesto em manifesto a favela desse pra rua, sem medo vai pra luta não recua vai pra busca, uns lutam pelo certo outros se arma até os “dente”, e tudo e consequência de um governo incompetente, pois veja na sua frente o resultado da mancada, o que “nois” só rimava aconteceu e foi em massa, até lá no jornal já publicaram a notícia, o Brasil está em caos só multidão nas avenidas, o povo está na ira gritando, sai fora Dilma! um abaixo aos corruptos sai raça maldita, e assim cresce a ira e o povão se organiza, cada um faz o que pode enfrentam até polícia, bomba de gás lacrimogênio e revidado pedrada, o que era protesto tá virando guerra armada e assim o sangue escorre enquanto o culpado dá risada, sentado no sofá, assistindo e batendo palma ! 2 X Cresce a ira, E a ira cresce, “cresce” não se esqueça que os moleques também cresce, a injustiça, que permanece, gera o ódio no coração dos “moleque”. Cresce a ira, E a ira cresce, a injustiça que permanece Cresce a ira, E a ira cresce, a injustiça, que permanece, gera o ódio no coração dos “moleque”.

914

plays

Comentários

Filtrar Por:

Playlists relacionadas à musica

AFAL

Cidade/EstadoAnápolis / GO
Plays129.201plays
VER TODAS AS MÚSICAS
Ver mais vídeos

Comunidade

OuvintesAFAL e outros 51 ouvintes
Fã-clubeJader Frauches e outros 75 fãs

Comentários

Filtrar Por:
WesleyBacking Vocal
MzhyVoz
ClaytonVoz

Release

Latinidade, 2008, Independente

A periferia, havia descoberto o grupo AFAL, não era só o quintal de casa, mas toda a América Latina. Um trabalho iniciado em 2003 e 2004, hoje colhe seus frutos. A militância não poderia ser só pelo que a vista alcançava, mas por toda a terra, que era a mesma, América Nativa. Daí nasce a visão política do grupo. Che, Zapatistas, Movimentos Guerrilhas...

Entre 1995 e 1996 nasce o grupo Inquérito Urbano, que já percebe que é preciso protestar e sair pelas ruas da ZO apresentando seu trabalho. Em 97 gravam Relato Suburbano, a primeira experiência com voz em estúdio. De 97 a 2002 muita coisa mudou. O nome do grupo passa a ser Aquisição FAL e já iniciam um trabalho que visa a maior qualidade e representatividade, não mais apenas da ZO, e sim da cidade de Anápolis no cenário que vai se fortalecendo no centro-oeste.

Em 2003 o espanhol passa a ser pesquisado dentro do quarto e sem algum auxílio. O pouco material sobre a grandiosidade daquela língua encanta e de alguma forma faz nascer o interesse pela cultura latina. Buscam contatos, buscam estudos, e leituras. E surgem os primeiros versos escritos em espanhol. O caminho aberto pela rede mundial de computadores, a internet, diminui a distância, e em 2006 conseguem estabelecer as primeiras parcerias com os pessoais do México, do Chile, e da Colômbia.

Ainda que seguindo a linhagem Gangsta, em meados de 2004 iniciaram uma extensa pesquisa musical pela raiz da música brasileira, latina e do mundo. Compram um computador usado com o resultado das primeiras apresentações, e no fundo de casa montaram um pequeno estúdio e passam a trabalhar diretamente com suas produções, aprendendo e experimentando todas as coisas que descobriam. Sem perder a raiz prevalece a batida pesada e arrastada.

O single Marginal latino resume, mas não reduz, todo o percurso do grupo. Com a formação de Mzhy, Kaeme e Wesley nos backs, unem Anápolis e Aparecida de Goiânia nesse novo contexto: o da música como ferramenta de transformação política latina. E sem esquecer as mazelas que maltrata o Centro-Oeste. Sem esquecer as mazelas que foi o primeiro alento do grupo: as ruas do Suíço, do Parque das Nações, da Santa Cecília, do Morro do Cachimbo, e dos manos que sempre perguntavam: - E o disco, sai quando?

Latinu%u2019s Produções

Playlists relacionadas

Home