Amargem SP

Cidade/EstadoSão Paulo / SP
Plays5.557plays
Tamanho
Imprimir

Lagrimas Do Céu

Composição: Marcelo Kbssa

Me lembro bem da sensação De bermuda e pe no chão Alegria sem moderação Meu deus que tempo bom A chuva caia pra lavar Ela não vinha pra brincar A impressão que me dava Era que o mundo ia acabar Eu não me intimidei Naquela areia eu voei Energia era tão boa De todo mau eu me afastei Ela caia tão forte que até me machuquei E num barraco abandonado Foi onde eu me abriguei Parado ali eu refleti Enquanto ela esfriava minha cabeça Até parei de sorrir Eu percebi que enquanto Ali ela limpava Em outro lugar ela arrastava Em anjos convidavam alguns pra subir Mais como pode ser possível, não! A mesma água que fez tão bem Jogou a casa de outros no chão Que a vida é injusta eu sei Eu peço Ago pra quem vem Barraco que virou entulho Vamos cobrar de quem Autoridades de costas Para a situação A mãe chorando a morte De um filho bom Negligência e descaso De mais um chefão Que assiste a tudo Bem tranquilo pela televisão Me lembro bem da sensação Tava eu e meu irmão Entre relâmpago e trovão E um aperto no coração A chuva não caia pra lavar Ela vinha pra derrubar E a sensação que me dava Que o barraco ia desabar Parado ali eu entendi Enquanto me conformava Um grito de socorro Longe eu ouvi Lembrei de minha irmã Que já não está mais aqui Na última enchente Aos 8 anos convidada a subir Nessa hora ficou difícil pra raciocinar Se eu correr a chuva me pega Ou me engole se eu ficar O chão tremia e o estrago se anunciava Peguei tudo que dava Enquanto a água se alastrava Corria pelas vielas O desespero e geral E só pedia a Deus que não fosse nossa final Pais de família chorando Crianças passando mau Barracos desabando E parecia ser normal Pra aquele cara filmando A notícia pro jornal Que no fundo pensava Que aqui só tinha marginal Mandam resgate, comida E um colchão pra eu deitar No outro dia eu continuo Sem ter lugar pra morar

1.255

plays

Comentários

Filtrar Por:

Playlists relacionadas à musica

Home