Banda NÃ

EstiloMPB
Cidade/EstadoSão Paulo / SP
Plays27.651plays
Tamanho
Imprimir

Tráfico de Armas, Cocaína e Cinema

Composição: Michel de Moura

Geraldo Augusto quer comer bacon em paz E arrotar o hino nacional carregado de red label Tamanha distinção Uísque pro patrão E na quebrada sobra dura pros moleques Geraldo Augusto quer manter-se cego E ao mesmo tempo empanturrado dos fatos e relatos jornalísticos que amedrontam a nação E isso é muito bom Pro bolso do empresário que geralmente é o dono do jornal e investe também em segurança, tráfico de armas, cocaína e cinema E vive quase sempre sem cair em contradição Entre a farmácia e a padaria Entre o salário e o fim do dia Entre o revolver e a anistia Entre deus e a psicologia Entre a verdade e a traição Geraldo Augusto quer manter a tradição De praticar a hipocrisia com tamanha maestria Naturaliza as desigualdades com tamanha indiferença E viajar... Pra resolver seus problemas existenciais E viajar... Anfetaminas, vodka e vitamina de abacate pela manhã E viajar... E resolver os seus problemas... Os seus problemas... E viajar... lalalá, lalalalala

233

plays

Comentários

Filtrar Por:

Playlists relacionadas à musica

Banda NÃ

EstiloMPB
Cidade/EstadoSão Paulo / SP
Plays27.651plays
VER TODAS AS MÚSICAS
Ver mais vídeos

Comunidade

OuvintesLeão Prosa e outros 216 ouvintes
Fã-clubeSelma Elias dos Santos e outros 4 fãs

Comentários

Filtrar Por:
Michel de MouraGuitarra
Renato RibeiroGuitarra Base
Thiago PereiraBaixo
Ver mais integrantes

Release

A banda NÃ acaba de lançar seu segundo trabalho “Antes que só umquase”, nas principais plataformas de streaming. O disco foi produzido pelo próprio grupo e gravado, mixado e masterizado por Fernando Sanches e Eric Yoshino no Estúdio El Rocha, em São Paulo. Mais dançante, mas sem perder o tom afiado das letras, o álbum conta com participações de Alessandra Leão, Maurício Takara e Valério.

As referências sonoras múltiplas alinhadas a coros polifônicos, improvisações e textos filosóficos presentes em Farpa, primeiro álbum da banda, permanecem no novo trabalho, porém os músicos consideram “Antes que só um quase” um disco mais alinhado à ideia de “canção”, feito no calor das horas dos até então improváveis retrocessos sofridos no campo da política e da cultura. Carrega, assim, as dúvidas e incertezas inerentes ao “estado de exceção” contemporâneo. Guimarães Rosa, Mia Couto, Walter Benjamim e Mateus Aleluia são algumas das referências para as metáforasde tempo e transformação, conceitos a partir dos quais a banda reflete sua própria existência enquanto artistas.

Playlists relacionadas

Home