Imagem de capa de Os Últimos
Os Últimos

Os Últimos

EstiloRock
Cidade/EstadoAriquemes / RO
Plays57.237plays
Tamanho
Imprimir

Respirar Flutuar

Composição: Os Últimos.
Botou a cara na rua, sentiu o vento, o cheiro no ar Os pés descalços na chuva, movimentos de quem parece dançar Ela dança pra aplacar sua raiva Pé na tábua e ultrapassa bem na curva Ela pensa se vive mesmo ou só vê a vida passar Lá no fundo da banheira vazia, ela só pensa em respirar Respirar nem sempre é fácil Respirar, nem sempre é Botou a cara na rua, sentiu o vento, o cheiro no ar Os pés descalços na chuva, movimentos de quem parece dançar Ela dança pra aplacar sua raiva Pé na tábua e ultrapassa bem na curva Ela pensa se vive mesmo ou só vê a vida passar Lá no fundo da banheira vazia, ela só pensa em respirar Respirar nem sempre é fácil Respirar, nem sempre é Aumenta o fone pra subir um muro teu No coletivo a caminho do colégio Viver na rua para não morrer de tédio Nem só de ficar sempre embaixo do seu prédio Ela queria um pouco mais que o seu trabalho, seu horário e o seu namorado Ela queria um pouco mais de tempo hábil Uma passagem, somente um álibi Lá no fundo da banheira vazia, ela só pensa em respirar Respirar, nem sempre é fácil Respirar, nem sempre é Não vai mais esperar por um convite que nunca chega E não vai mais circular a porta de uma festa que nunca começa Por tanto tempo ela se perguntando se seria com ela? Mas com a certeza que o problema era ela estar Sendo ela mesma, sempre a mesma, sem mudar A mesma, sempre a mesma Ela já não espera mais por um príncipe piegas, mas um cavalo branco seria legal para poder viajar Ela já quis ver o mar, pensava em se encontrar Ela já quis ver o mundo hoje cansou de sonhar, e se contenta com tudo que possa conquistar Sendo ela mesma, sempre a mesma, sem mudar Sendo ela mesma, sempre a mesma, flutua Flutua, Flutuar

1.379

plays

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário

Playlists relacionadas à musica