Barbara Marques

Cidade/EstadoSão Paulo / SP
Plays220.227plays
VER TODAS AS MÚSICAS

Comunidade

OuvintesRafaela Ferreira e outros 547 ouvintes
Fã-clubeRoselves Alves e outros 152 fãs

Comentários

Filtrar Por:

Release

“Pra que viver de inventar e não ser?” A pergunta intrigante ganha ainda mais vida na voz potente de BARBARA MARQUES, compositora e intérprete de “Tem que Nada”, música de seu primeiro álbum solo, intitulado Sem Rascunho.

Ao expressar suas percepções sobre situações cotidianas, BARBARA MARQUES traz músicas como “Demorou”, um samba-rock sobre encontro de amigos que não se vêem há tempos, e “Erros Perfeitos”, em que aceitar o seu par como ele é representa a verdadeira declaração de amor.

A faixa-título e música de trabalho, “Sem Rascunho”, versa sobre não se arrepender do passado. “Os erros são importantes para o nosso próprio entendimento”, diz a cantora, que além do crescimento como letrista, mostra nesse álbum sua evolução musical. BARBARA MARQUES mistura a música brasileira com sonoridades de diversas partes do mundo, passando pelo afrobeat, em “Um”, indo para o reggae, em “Saudade” e “Asas”, até uma pitada de maracatu, em “Tem que Nada”.

Sem Rascunho tem 12 faixas, todas compostas pela cantora paulistana e produzidas por Pedro Rangel e Rique Azevedo, que já trabalhou com LunaBlu, Moxine e Naná Rizzini em sua produtora musical Cada Instante Produções.

Pedro Rangel também colaborou na bateria, Rique Azevedo na guitarra, Eron Guarnieri no piano, Dudinha Lima no baixo, Guga Machado na percussão, Renato Galozzi na guitarra, Cássio Ferreira na flauta transversal e Caio Andrade em guitarra, violão e cavaco.

Em Dezembro de 2010, BARBARA MARQUES compôs a música original do documentário “Passage”, da TV Cultura. Cantada em francês, a delicada “Entre” é uma bossa-nova que fala sobre a semelhança entre Brasil e França.

Playlists relacionadas

Barbara Marques

Cidade/EstadoSão Paulo / SP
Plays220.227plays
Tamanho
Imprimir

Anil

Composição: Rique Azevedo, Barbara Marques, Pedro Rangel

Sempre só, ninguém sabia enxergar Ela era como o ar Tão distante o seu olhar Mesmo sem se ver, diz tanto o seu andar Todas as ruas da cidade Chuva e multidão Céu e chão da mesma cor Tudo ficou pela metade Mundo e coração Era invisível seu amor Mas no fundo ela sabia escutar, sabia escutar Entre as vozes do silêncio a ecoar O céu anil Sempre só, ninguém sabia escutar Ele mudo a sussurrar Tão distante o seu pensar Mesmo sem se ouvir, diz tanto o seu falar Todas as ruas da cidade Chuva e multidão Céu e chão da mesma cor Tudo ficou pela metade Mundo e coração Ninguém ouve o seu amor Mas no fundo ele sabia enxergar, sabia enxergar Entre as nuvens do vazio a revelar O céu anil E numa rua da cidade Chuva e multidão Ele viu e ela ouviu Era tão simples na verdade Mundo e coração Sob céu de mesmo anil Mas no fundo ela sabia escutar, sabia escutar Entre as vozes do silêncio a ecoar O céu anil Mas no fundo ele sabia enxergar, sabia enxergar Entre as nuvens do vazio a revelar O céu anil

33.553

plays

Comentários

Filtrar Por:

Playlists relacionadas à musica

Home