Carranza!Tempo Cego14.633 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
1 / 12

Contrate

Claudio Bastos

(81) 98832-9693 | (81) 8832-9693

Gatilho Solto

Marcelo Pompi e Rennan Pirajá

Asfalto quente que racha o pé, gatilho solto, fogo na ré
Sangue de rato e o mané ta morto, na malandragem, gatilho solto
Perigo ronda aqui na cidade, os cabra tão solto na ruindade
Engravatado, de farda ou não, se liga brother, cuidado irmão

Se liga brother, cuidado irmão, filhos da seca, terra de cão
Tiro certeiro, sangue no chão, pisou na bola, não tem perdão

Dez crianças, dez corpos jogados pelo chão
Condenados antes mesmo de entender a situação
Brincadeira de arma, arma na cara, arma na mão
Armamento pesado é a condição
Corpo fragilizado, franzino, mascarado
Empunhando escopetas, mandando seu recado
Brincadeira de arma, arma na cara, arma na mão
Armamento pesado é a condição

Heróis da violência, filhos da indecência
Todos já marcados, com passado, condenados
Condenação de uma nação, condenação de um país
Esse futuro eu não quis,e assim fazem história e ficam na memória
Todos já marcados, com passado, condenados
Dez crianças, dez corpos jogados pelo chão
Condenados antes mesmo de entender a situação

Asfalto quente que racha o pé, gatilho solto, fogo na ré
Sangue de rato e o mané ta morto, na malandragem, gatilho solto
Perigo ronda aqui na cidade, os cabra tão solto na ruindade
Engravatado, de farda ou não, se liga brother, cuidado irmão
Se liga brother, cuidado irmão, filhos da seca, terra de cão
Tiro certeiro, sangue no chão, pisou na bola, não tem perdão

Músicas mais acessadas

Álbuns e Singles/EPs  (2)

Fotos (112)

Clipes (6)

Release

Após retornar à cena musical em 2015, e lançar o meio disco Santa Morte (vencedor do Prêmio de Música Pernambucana 2017, na categoria melhor disco de rock), o Carranza lança em 2019 o seu segundo disco: A Lenda do Homem que engoliu o Sol. O projeto marca os 20 anos do grupo, criado em 1999, e por isso conta com a participação de grandes nomes da cena musical pernambucana e nacional, como Gilú Amaral (Orquestra Contemporrânea de Olinda); Ylana Queiroga,DJ KSB, (dos áureos tempos do Faces do Subúrbio), nos scratchs, Marcelo Pompi (ex-Carfax e Carranza) e Maurizio Gonzalle (Ataque Suicida). Marca presença nesse trabalho o vocalista e fundador do Pavilhão 9, Rhossi, um dos principais nomes do Rock e do Hip Hop Nacional e uma de nossa maiores influências ...

Continuar lendo>>