Companhia Do Calypso

EstiloForró
Cidade/EstadoBelém / PA
Plays4.889.969plays
Tamanho
Imprimir

Diário

Composição: ARI CARVALHO E EDÚ LUPPA - BR-LLP-05-00003

Vou arrancar do meu diário As folhas que escrevi falando de você Vou devolver a sua foto Pra não olhar Pra te esquecer Eu vou tirar você de mim, oh Nas suas cartas de amor vou dar um fim Se acabou, pra que guardar Lembranças suas que me fazem chorar Vou arrancar do meu diário As folhas que escrevi falando de você Vou devolver a sua foto Pra não olhar Pra te esquecer Eu vou tirar você de mim, oh Nas suas cartas de amor vou dar um fim Se acabou, pra que guardar Lembranças suas que me fazem chorar Decidi tirar você da minha vida Não tem volta, é pra valer Tô decidida Decidi tirar você da minha vida Não tem volta, é pra valer Tô decidida Vou devolver a sua foto Pra não olhar Pra te esquecer Eu vou tirar você de mim, oh Nas suas cartas de amor vou dar um fim Se acabou, pra que guardar Lembranças suas que me fazem chorar Decidi tirar você da minha vida Não tem volta, é pra valer Tô decidida

22.483

plays

Comentários

Filtrar Por:

Playlists relacionadas à musica

Companhia Do Calypso

EstiloForró
Cidade/EstadoBelém / PA
Plays4.889.969plays
VER TODAS AS MÚSICAS

Comunidade

OuvintesRafael Lima e outros 8.976 ouvintes
Fã-clubeEdé di Macedo e outros 3.720 fãs

Comentários

Filtrar Por:
Fênix RibeiroVoz
Paulinha MirandaVoz

Release

A maior sensação da música paraense no momento, a Banda Companhia do Calypso, entre músicos, técnicos, produtores e motoristas, tem uma equipe permanentemente de 45 pessoas na estrada, além de uma mega-estrutura que envolve vários veículos, tais como: carreta para transporte dos equipamentos de som e iluminação de última geração utilizados pela banda, ônibus para transporte dos músicos e produtores, microônibus para transporte da equipe técnica, e outros veículos para a equipe de apoio e divulgação, tudo isso para garantir as apresentações impecáveis das vocalistas Lenne Bandeira e Mylla Karvalho.
Logo após sua formação em setembro de 2002, a Companhia do Calypso gravou o seu primeiro CD pela renomada gravadora Som Livre, atingindo uma vendagem de 130.000 (cento e trinta mil) cópias, confirmando todas as expectativas criadas no meio artístico uma vez que esses talentos e o Produtor Flávio Barros unira-se ao experiente empresário pernambucano Ari Carvalho da Premier Produções.
Com um pouco mais de um ano de formação, porém com um estilo próprio, muito marcante, contagiante e eletrizante de suas apresentações, a banda Companhia do Calypso definitivamente aportou no cenário do show business nacional, sendo-lhe conferido o subtítulo de “O furacão do Brasil”; lançou o seu segundo CD em dezembro de 2003 pela GAL, selo pernambucano de maior prestígio em todo Norte e Nordeste. Confirmando o sucesso de vendagem alcançado pela banda em seu primeiro CD, superou as expectativas de mercado no seu segundo CD e atingiu a marca de 340.000 cópias vendidas.
Ao completar dois anos de formação, e já com dois CD´s lançados, a Companhia do Calypso, em novembro de 2004 lançou o seu primeiro DVD reunindo faixas dos dois CD´s , atingindo a marca de 260.000 DVD’s vendidos e mais uma vez superando todas as expectativas de mercado.
Em 2005, com 03 anos de formação e já com 02 (dois) CD’s inéditos, 01 (um) DVD, a Companhia do Calypso, lança seu 3º CD inédito que atingiu a marca impressionante de 650.000 cópias vendidas, tornando-se o CD mais executado de todo Norte e Nordeste e, também, do centro oeste do Brasil, fato este que motivou a banda Companhia do Calypso a gravar seu segundo DVD em Goiânia. O Estado do Goiás, apesar de ser o reduto da música sertaneja, não resistiu e se rendeu ao carisma da Companhia do Calypso, em um show inesquecível, sem a participação de outros artistas, apenas a banda Companhia do Calypso superlotou o Goiânia Park Show, com um público recorde de 70.000 ingressos vendidos e um engarrafamento de quase 10 (dez) quilômetros nunca visto antes naquela capital; deixando claro que todo aquele público ali presente fazia parte de uma legião de fãs afim de ver a banda Companhia do Calypso, todo esse sucesso do novo fenômeno da música nacional pode ser conferido neste segundo DVD - Ao Vivo em Goiânia, que já atingiu a marca de 120 mil cópias vendidas.
Agora já com 04 anos de estrada, uma agenda de shows lotada com uma média de 22 shows por mês, a Companhia do Calypso lança o seu quarto CD inédito com
17 músicas e com uma tiragem inicial de 500.000 quinhentas mil cópias, fato este que, além de colocar a Companhia do Calypso como uma das maiores vendedoras de CD do Brasil, também vem confirmar o grande sucesso da banda quecertamente não só viria consolidar a música do Norte nos corações dos brasileiros, mas também apresentar ao povo do Brasil a riqueza de artistas e talentos do Norte, em especial do Estado do Pará, invadindo o Brasil com sua mistura de ritmos dançantes e canções que falam da felicidade e dos infortúnios do amor, rapidamente transformadas em verdadeiros hinos populares. Reunir numa mesma batida a força e o poder dançante do Carimbó, da Salsa, do Merengue, do Zouk e de tantos outros estilos que fazem parte da rica cultura popular paraense, misturando-se também elementos da música caribenha que é extremamente dançante e saiu do seu Estado natal para conquistar todo o País.
A experiência e o quilate dos integrantes da Companhia do Calypso é o grande trunfo que justifica o sucesso da banda formada por Lenne Bandeira e Mylla Karvalho; O destino uniu estes talentos quando o experiente produtor pernambucano Ari Carvalho, da Premier Produções, em mais um de seus empreendimentos, teve a idéia de convidá-los para formarem o “dream-team”, o time dos sonhos da música paraense; Lenne Bandeira, Mylla Karvalho, brilhavam separadamente em toda região Norte do Brasil, Lenne Bandeira, em sua carreira solo, e Mylla Karvalho na Banda Quiss.
Lenne Bandeira, uma bela morena de voz forte e melodiosa, dona de uma personalidade marcante, conquista o público pelo seu talento e carisma; nos shows, tem um toque todo especial e uma apresentação interativa com a participação do público no palco.
Mylla Karvalho, com apenas 22 anos de idade, já canta profissionalmente desde os 15 anos, é dona de uma voz firme e marcante, com um domínio total do palco; é uma verdadeira “pimenta” nos shows, não pára um só instante, dançando, chamando e conquistando o público que responde cantando em verdadeiro coro.

Playlists relacionadas

Home