Homo Tudo Sapiens

Ivan Halfon

Foi na enciclopédia que eu li
Tudo o que eu tinha que saber
Porque cai a maçã, e sobe o balão
Deus, inferno, elétron, meteoro, furacão

E depois de amanhã vai chover
E não há nada que Homo não Sapiens
Não há nada que Homo não Sapiens responder

Com quantos paus se faz um avião
Pra onde vão as andorinhas no fim do verão
Como faz o fogo, de onde vem a água
Dois e dois são quatro noves fora sobra nada

E depois de amanhã vai chover
E não há nada que Homo não Sapiens
Não há nada que Homo não Sapiens responder

Quem disse que o leão ainda é o rei dos animais
Homo tudo Sapiens, Sapiens tudo e um pouco mais
Existe o que catalogamos e nada mais
Mataram Frederico, que sabia demais
Mataram Frederico, que sabia demais

E depois de amanhã vai chover
E não há nada que Homo não Sapiens
Não há nada que Homo não Sapiens responder

Músicas mais acessadas

Fotos (16)

Clipes (1)

Release

Confraria da Costa, firme e forte nas raízes do tradicional rock n´roll do século XVI.

O rock pirata vem passando de navio em navio, geração após geração, desde 1572 (setentista!).

Não se sabe exatamente em qual costa o moviento começou, mas há relatos de representantes da Confraria em Curitiba, Paraná (apesar da ausência total de costa).

Graças aos novos adventos da tecnologia, algumas músicas puderam ser passadas para o formato de cd, que foi lançado em 2010.

Manda a tradição que o som deve ser sempre acompanhado de rum.

"Seu som celebra as aventuras e desventuras do mar, do convés aos porões dos navios piratas bêbados, fazem das canções um motivo de alegria, uma festa de bombordo a estibordo, da proa à popa. (…) Contém altas doses de rum ...

Continuar lendo>>