EstiloHard Rock
Cidade/EstadoCajazeiras / PB
Plays2.462plays
Tamanho
Imprimir

11 Noites Pagãs

Composição: Gilberto Álvares

11. NOITES PAGÃS (Gilberto Álvares) Por toda forma de ousadia da tua busca louca Pela ausência tão presente retalhando as minhas horas Em minutos encharcados de alcoolizados blues Melhor assim, melhor o fim Valeu brincar de ser feliz Valeram os teus versos recheados de tesão As fantasias dissolvidas em copos descartáveis Valeu a dor de tentar outra vez Pelo ballet dos nossos corpos transvirados de desejo O vôo rasante da tua boca insinuando mil pecados Pelas frases sussurradas na explosão do teu instante Melhor assim... melhor o fim Não fomos dignos de amar tanto Valeu chorar baixinho a nossa sorte pagã Suplicar ao relógio alguns minutos mais Os sonhos abortados em noites sem manhãs Como as folhas do outono sucumbem à brisa leve A nossa história se afoga no excesso de enredo Nossos grilos, nossos medos hoje são páginas de saudade Meu sonho zen... mas, tudo bem Eu tô juntando o que sobrou de mim Tudo é tão confuso, tão vazio... eu sinto frio Mas não me assustam as noites longas Eu vou me acostumar com a escuridão Sem feedback, baby Tô de caso com a solidão

28

plays

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário

Playlists relacionadas à musica