Fao Miranda

Cidade/EstadoSalvador / BA
Plays39.920plays
Tamanho
Imprimir

Via Subalterna

Composição: raimar rastelli/ wo drummond

Exercito de miseráveis pedestres pedintes Proletas operários lumpens eu via Flaneur flanelinhas e manequins insones Eu via os san-culotes os comunards eu via Barricadas de sabão o mundo não condena (eu ando só nas ruas) Essa cidade já foi male guerreiros na rua ilê aye E o anjo da historia Flanava entre ruínas E o anjo da historia Entre ruínas Sorria

1.748

plays

Comentários

Filtrar Por:

Playlists relacionadas à musica

Fao Miranda

Cidade/EstadoSalvador / BA
Plays39.920plays
VER TODAS AS MÚSICAS

Comunidade

OuvintesCLAUDEMIR VEZU e outros 126 ouvintes
Fã-clubeCanny 'B all e outros 71 fãs

Comentários

Filtrar Por:
Fao MirandaVoz

Release

Apuro musical e originalidade interpretativa
marcam novo trabalho de Fao Miranda


Mistura de timbres, grooves e texturas sofisticados são alguns dos ingredientes que encontramos no EP ?Polpa?, onde Fao Miranda reafirma a diversidade musical que tem permeado a sua carreira. Não aquela diversidade amorfa, a serviço de modismos e tendências, que elimina as tensões e se confunde com homogeneidade. Mas sim um trabalho plural, autoral, onde cada músico tem sua musicalidade absorvida e a artista equaciona as subjetividades num trabalho vocal repleto de sutilezas, que se revela a cada audição. Transitando por nuances que vão do aveludado ao mais rascante, Fao se apropria das tradições do canto popular brasileiro ao jazztrippop mundial com pitadas da sua formação em canto lírico e vai criando uma musicalidade própria, singular. O EP contem 4 músicas, duas produzidas por Luciano Bahia (Polpa e Raio de Iansã) e duas por Letieres Leite (Objet Trouvé e Via Subalterna) em co-produção com Fao e Tadeu Mascarenhas. Em todas as faixas a marca da intérprete está presente, o que revela um trabalho autoral, mesmo ela não sendo compositora.
Apesar da vasta experiência de Fao Miranda nos palcos baianos, onde participou de praticamente todos os eventos musicais importantes da cena alternativa local, como Julho em Salvador, Mercado Cultural, Terça da Boa Música, Pelourinho Cultural, Música no Porto, Virada Cultural, só agora a cantora apresenta ao público seu primeiro EP - fruto da premiação pelo edital 2008 de Apoio a Produção de Conteúdo Digital em Musica ? FUNCEB ? disponível, neste primeiro momento, apenas através de download e acesso via internet (www.myspace.com/faomiranda).

?O EP tem alguns aspectos conceituais, as letras transitam por um universo urbano, hiper-moderno, mesmo quando fala de um orixá (Raio de Iansã) ou faz referencia às idéias estéticas e sociais vanguardistas (Objet Trouvé, Via Subalterna)...tentei também quebrar os padrões do ?bel canto? privilegiando texturas, filigranas e ambientes vocais para cada musica..? , define Fao...
Este EP marca também um momento de celebração da parceria de Fao Miranda e do compositor baiano Wo Drummond. Todas as músicas do disco são de Wo, sendo que Polpa em parceria com Zéu Salles e Via Subalterna com Raimar Rastelly. Neste encontro musical, Fao contou também com importantes participações dos músicos. Todos do primeiro time do cenário musical baiano, como os irmãos Galter, Ldson (baixo) e Marcelo (piano), Guimo Migoya (bateria), Joatan Nascimento (trompete), Danilo Santana e Tadeu Mascarenhas (teclados), Raimundo Nova e Juracy Beef (guitarras), Letieres Leite, que além dos arranjos destila toda a sua verve no naipe de saxofones em Objet Trouvé, e Luciano Bahia, responsável pela direção musical e violão em Polpa.

Biografia Resumida ? Nascida em Salvador, Fao Miranda foi criada desde a infância no Rio de Janeiro, onde iniciou sua formação artística Fao Miranda sempre foi uma artista inquieta, versátil, desde cedo se exercitando em várias linguagens (música, teatro, dança, cinema, publicidade, moda). Tudo isto vem se traduzindo ao longo de sua carreira como cantora: num repertório eclético; numa produção sempre bem cuidada visualmente/musicalmente; na utilização de uma formação musical onde convivem instrumentos acústicos e eletrônicos. Nesta busca constante pelo seu aprimoramento, Fao Miranda ingressou no curso de Canto Lírico pela UFBA, graduando-se em 2004.

Enfim, Fao sempre circulou por várias ?tribos? musicais sem com isso perder sua personalidade como cantora, melhor dizendo, tudo isso veio a desenvolver ainda mais sua qualidade como artista. Unindo sua emoção, sua intuição, sua sensibilidade a uma busca da técnica, do ancestral e do contemporâneo.

De volta à terra natal há 10 anos, a cantora vem conquistando um espaço significativo no cenário alternativo musical baiano, desenvolvendo um trabalho de forma independente e original.

Ficha Técnica


Produção: Fao Miranda/Luciano Bahia/Tadeu Mascarenhas
Arranjos: Luciano Bahia (Polpa e Raio de Iansã)
Letieres Leite (Objet Trouvé e Via Subalterna)
Gravação, mixagem e masterização: Tadeu Mascarenhas - Estúdio Casa das Maquinas


POLPA (Wo Drummond/Zéu Salles)

Voz: Fao Miranda
Guitarra e programação: Juracy do Amor (Beef)
Violão: Luciano Bahia
Teclado: Tadeu Mascarenhas
Baixo: Ldson Galter

RAIO DE IANSÃ (Wo Drummond)

Voz: Fao Miranda
Guitarra: Raimundo Nova
Baixo acústico: Ldson Galter
Teclados: Danilo Santana e Tadeu Mascarenhas
Trompete: Joatan Nascimento
Loops: Luciano Bahia/Fao Miranda


OBJET TROUVÉ (Wo Drummond)

Voz: Fao Miranda
Teclados: Marcelo Galter
Baixo eletroacústico: Ldson Galter
Bateria: Guimo Migoya
Saxofones (tenor e soprano): Letieres Leite


VIA SUBALTERNA (Wo Drummond/ Raimar Rastelly)

Voz: Fao Miranda
Teclados: Marcelo Galter
Baixo eletroacústico: Ldson Galter
Bateria: Guimo Migoya
Flautas/eletrikflute: Letieres Leite

Playlists relacionadas

Contrate

Produção Fao Miranda

https://myspace.com/faomiranda
Home