Imagem de capa de GreenMont

GreenMont

Cidade/EstadoFlorianópolis / SC
Plays2.279plays
Tamanho
Imprimir

Sobreviventes

Composição: Gil.M, Milindra

(Gil.M) Vejo mentes inquietas, lutadores da razão que não faz promessa na luta por direito firmão? que com a arte atinge sua mentalidade, a palavra hoje mostra verdadeira verdade e claro que situações eu passo falo, mas com razões de tonto me faço, não sou folgado só separo o certo do errado, só quero vê qual vai ser a do conto do vigário as vezes me critica o tio falando essas coisas, da onde já se viu? Só falo a verdade do mundo que tá vazio, em plena tecnologia e tem gente que morre de frio se queimou a toa, a carapuça serviu? Erga cabeça, não finja que não viu há muito tempo seus filhos não chegam a margem do rio, não vejo sonho de JK porque eu nem vejo Brasil mas vejo, percebo que nada é como antes, matam brasileiros porque futebol que é importante a cada dia se perde mais uma mente brilhante por que a violência hoje ta rendendo bastante pois na sala de aula cade o estudante? Deve ta trampando pois sua ficante ta gestante culpa do representante sem valor ignorante, só no mal exemplo transforma o humilde em traficante meu maior inimigo sou eu o tempo inteiro, depois os coxinhas, mas antes o governo que rouba sem pensar, só pensa nele mesmo corrupção destrói o bom futuro do pequeno no raiar do dia é luta o dia inteiro, a noite sozinho na cabeça só tormento noite iluminada perguntas ao vento pra quem nessa joça o imposto ta rendendo? o sono não é tao bom de baixo do sereno crianças esquecidas agora experimentam a droga que mata é o combo sofrimento, garante o crescimento vivendo violento falo de momentos que vão acontecendo entre casas e barracos noiados vão se perdendo futuro é obscuro pras crias que estão crescendo agora experimenta a pura essência do veneno (milindra) Noite de regalia era tudo que eu queria, mas vivendo em periferia é difícil pros filhos de dona maria não sabe o que é anarquia e vive isso todo dia, correndo escondendo o flagrante, não nasceu traficante mas sujaram seu semblante no instante que botaram um fuzil na sua mão viro ladrão, drogas pra passar noites ele usou de sua família se afastou ó senhor me livre desse mal não quero termina em pagina policial como um marginal mas to a margem do sistema que só quer ver dezenas chorando por seus familiares é isso ai tem mais um anjo no céu olhando por nois até mais tarde onde a má integridade impera por aqui desordem na hora da revista ja sofri passando por trancos e barrancos sobrevivi eis me aqui lutando contra o mal que acontece ao meu redor triste ve tantas vidas jogadas no pó vontade de guenta o corrupto joga no saco taca fogo ri e só porque eles também não tem dó e eu faço em prol não pra mim pras crianças longe de becos e vielas essa é nossa esperança e eu faço em prol não pra mim pras crianças longe de becos e vielas essa é nossa esperança

4

plays

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário

Playlists relacionadas à musica