Imagem de capa de GreenMont

GreenMont

Cidade/EstadoFlorianópolis / SC
Plays2.279plays
Tamanho
Imprimir

Soldado sem Descanso ft Rap El

Composição: Guima, Gil.M, Rap,él

(Rap,él) Santa Catarina, Florianópolis, Morro do Caju Aê vou passar a visão pra tu Respeita cada caminho que o teu será respeitado Um guerreiro deixa um bom legado Pego a visão? Vamos orar pelas crianças que elas são o futuro do nosso morrão (Guima) Já sai de casa alerta ligado no movimento Nunca se desliga, nunca esquece dos tormento Envolvido desde pequeno Nunca pensa em parar Mesmo sabendo como pode acabar Menor veneno Criado sem seu pai já é pai Virou homem cedo Da quebrada tem o conhecimento Ganha as fuga conhece cada beco Ligado com os homem de preto Na madruga correria Se moscar eles atira Não pode mosca na bica Se cai aguenta Boca fechada Sem da mancada Pra não ter fim de cagueta Ligado com quem vai contra também Sabe a vida é muita treta (Gil.M) A loja ta sempre na ativa Cola boy também pai de familia (Rap,él) Soldado que não dorme Não quer ibope Fortalece o pobre Permanece firme e forte (Guima) Rapaz de vida boa diz que vive inseguro Imagine o pobre que toma varios murro Imagine o preto que morre na mão da policia Só sei de uma coisa também morre quem atira Foda-se esse estado fascita Que continua fazendo vitimas Impregnando alienação e vaidade Capitalismo gerando desigualdade Derrubam casa de pobre no morro Resort continua jogando no mar o esgoto Esses burgues fede e me da nojo Acha que menor vai viver como Vocês mesmo alimentaram o monstro De glock na mão vai passando a toro Enquanto a ganancia existir vai ser esse o jogo Tempo abafado, mas, faço a segurança Ta sujo pra caralho, os vermes tão de campana Ligado no muro escuro, eu queimo até a esperança Profissão de risco é preciso pra cuida da minha criança (Gil.M) Soldado sem descanso filma o movimento Pessoas vão e vem sem saber oque vai acontecendo Se ver branca de neve sinaliza sem ter medo. Não quer fica molhado, só que é temporal em cada beco. É direito seu dizer oque tu pensa. Só que não é certo sair dando a sentença O que tu planta mais tarde faz a diferença Trampo esperto da comida, vida e muita experiência. Vê, hoje a liberdade já se tranco. Pois destruíram a maquina que faz o amor Maldita criatura, grita a alma do terror. Acabou a guerra, mas nela quem foi que ganho? Fantoches agressivos do mundo perdido pela violência. A raiva vai consumindo, traindo, tirando nossa paciência Nervos a flor da pele com a ganancia da inteligência Destrói a vida sem se importa com a tal da consequência. O mal já foi, mas veja o que ele deixou. Manchando o branco com sangue que ele derramou. Levaram a paz porque nem ela aguentou. Ficou com tanta raiva, esqueceu o porquê Deus a criou. Ta difícil? Ou já deu pra intender? Você é homem ou ainda vai cresce? Ouço explicações mas não consigo entender Se-constrói maquinas mas o controlado é você. Então vê. Você luta, até disputa por uma vida digna Entra em conflito contigo pra muda sua rotina Faz a correria pra melhora a sua vida Depois de tanto tempo percebe que ela nem foi vivida É crueldade ou falta de conhecimento? Dizem que é ruim, mas, financiam o sofrimento. Se for comigo ninguém toca, mas, nos outros é refresco. Hoje o dinheiro fala mais alto que o seu próprio sentimento Tempo abafado, mas, faço a segurança Ta sujo pra caralho, os vermes tão de campana Ligado no muro escuro, eu queimo até a esperança Profissão de risco é preciso pra cuida da minha criança.

11

plays

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário

Playlists relacionadas à musica