Imagem de capa de Hungria Hip Hop

Hungria Hip Hop

Cidade/EstadoBrasília / DF
Plays227.916.815plays
Tamanho
Imprimir

Lembranças

Composição: Hungria Hip Hop

Se pá o som não vai nada disso mudar É que o amor já não constrói Quanto ódio, episódio De longe a morte vem que vem você não está nada bem Agora menos um irmão na vila Lembro você de bermuda e chinelo Sua presença faz falta, moleque Foi como disse o parceiro de fé Tudo vai ser como Deus quiser Vai vendo, sangue bom, como esse mundo é cabuloso Quando a fumaça me atrai, lembro tudo de novo Eu vi sua conquista e seu primeiro oitão O tempo passou, o crime cresce sem noção, irmão Foi só o que restou das função na vida dura Indignado com tudo, ódio na mente, ferro na cintura Vida suburbana é dois palito pra mata ladrão Complexo carcerário é três mil grau sabedoria é o dom Puta pente fino que os capa deu na favela Lembro de você em cima daquela sequela pior Cheirando inconsequente perto dos "menor" Quebrou pedra de pó com pedra de dominó (Pé na porta) policia sobre o gás (chegou a hora) Favela e o mundo jaz Canalha matou moleque doido que nunca deu falha Gentalha, gentalha, covardia invade a área Só fuzilou a barca porque tinha sentimento Depende do amor que tiver cravado no seu peito Sem pai, sem mãe, sem noção da vida É Deus no céu, menor na fita, que é pra trinca com os trinta Cadê você pra trocar um boné comigo Bolar umas ideias, buscar sua calça de abrigo Cadê você, amigo? Cadê você, amigo? Hoje amanheci na maior expectativa Vou fazer um clipe assim como você dizia Rolo uma pá de comentário lá na vila Os capa de pistola vômito que alguém matou policia Que as quadradas falou bem mais alto que o estado Que os infrator de São Mateus tão correndo errado 1533 Batizado pelo crime Polícia é polícia, nosso time é nosso time Falei pra você não botar fé em fardado Cê ta ligado irmão, por mim cê não era finado Nada nesse mundo sangue bom nos conforta Quando vê o mundo inteiro quebrando a sua porta Minha proteção morreu na cruz, farda me incomoda Lembro dos PM lá na curva fuzilado Lembro de você assassinado lá no mato Guerra de justiceiros e facção é só maldade Que girem os tambores que lutem pela liberdade Revolta, dor, no sentimento foi o que restou A poética da vida que aprendi hoje só traz amor Periferia ensanguentada, malandro vai que vai Quando os de baixo se movem quem tá em cima simplesmente cai Eu lembro de você de bermuda e chinelo O pacto de criança, o sonho do castelo Nosso mundo realmente é esquisito (saudade) E a alma vai pro infinito cadê você amigo? Cadê você amigo? Lembro você de bermuda e chinelo Sua presença faz falta moleque Foi como disse o parceiro de fé Tudo vai ser como Deus quiser Lembro você de bermuda e chinelo Sua presença faz falta moleque Foi como disse o parceiro de fé Tudo vai ser como Deus quiser Oooh onde está o amor Oooh onde está o amor

11.743.405

plays

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário

Playlists relacionadas à musica