Imagem de capa de Isabela Salles

Isabela Salles

EstiloIndie
Cidade/EstadoCaxias do Sul / RS
Plays853plays
Tamanho
Imprimir

Entregue

Composição: Isabela Salles

Assoprar sem nem pegar ar Se acabar é aqui que começa Vida, que imita a arte Sorvida, de uma vaidade Partida, com ou sem coragem De um caos que deságua na areia Emocional que serpenteia Não me importa o que te importa, não Açúcar, tempero, eu faço tudo que há de bom Eu faço da exceção, a regra De uma essência que não desintegra E que assim bem sem querer É sobre ser, e deixar escorrer É sobre apropriar e transbordar É sobre ser, sem nem transparecer que É sobre ser, e deixar escorrer E eu fujo, mas sempre volto Sei de tudo, sempre estive aqui Levados por um alento, somos 100% nem aí Não aguentaria chegar até aqui sem te dizer Na tua sanidade eu me enlouqueço todo dia Na minha sanidade tu se enlouquece E sem querer, é que a gente vê que É sobre ser, e deixar escorrer É sobre apropriar, e transbordar, se aventurar, se admitir Ser entregue, viva Nada leve, despida Capaz, molhada Perdida e encontrada Entregue, viva Nada leve, despida Capaz, molhada Perdida e encontrada Na minha sanidade eu me enlouqueço todo dia, nada leve, e é claro, entregue

595

plays

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário

Playlists relacionadas à musica