Coisinha Danada

João Sabiá

Coisinha danada de boa
A filha da minha patroa
Que entra na loja e nem olha
Direto pra minha pessoa
E chega de banho tomado
Vestido e cabelo molhado
Não sei se coisa de Deus
Ou se é armação do malvado

[2x]
Perfume de rosas pra me desestabilizar
E uma malemolência que é de matar

Meu corte de cetim
Teu perfume é de fase
Ele inveja o mais belo e vistoso jardim
Meu corte de cetim
Tou cortando um dobrado
Ficando em retalhos
Não me faz assim

Coisinha danada de boa
A filha da minha patroa
Que entra na loja e nem olha
Direto pra minha pessoa
Coisinha danada e faceira
Bagunça com a minha cabeça
Me faz esquecer o serviço
E quase que perco o juízo

[2x]
Perfume de rosas pra me desestabilizar
E uma malemolência que é de matar

Meu corte de cetim
Teu perfume é de fase
Ele inveja o mais belo e vistoso jardim
Meu corte de cetim
Tou cortando um dobrado
Ficando em retalhos
Não me faz assim

Músicas mais acessadas

Álbuns e Singles/EPs  (5)

Fotos (70)

Clipes (13)

Release

O bairro de Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro, foi o cenário no qual João Sabiá nasceu e foi criado, por Dona Carmen e Seu João, que nunca deixaram faltar em casa boa música ? João e seu irmão mais velho, Guiga, cresceram em meio a vinis de Wilson Simonal, Jorge Ben Jor, Chico Buarque, Tom Jobim e Bebeto, entre outros artistas que faziam a trilha sonora da família.
Aliás, a parceria com o irmão na música não é de hoje: desde moleques trocavam figurinhas e experiências, prática que hoje é a impressão digital da dupla no trabalho de João que, aos 17 anos, já cantava e montava seus projetos musicais.

Nesse período a dupla montou a Swingability, que tirava um som já com alguma característica black.

A partir ...

Continuar lendo>>