Juliano Guerra

EstiloMPB
Cidade/EstadoPelotas / RS
Plays290.106plays
Tamanho
Imprimir

Inclemente

Composição: Juliano Guerra

Mulher, podes ir embora Vá agora e até nunca mais Mulher, podes simplesmente Seguir em frente e não olhar pra trás Mas quero que fique a semente E que te atormente esse meu desamor E espero que a noite inclemente Te pegue de frente e que tu sintas dor Eu creio que tuas mãos brancas Que dizes tão santas, vão se macular E a tua mocidade branda Guardará a mancha e enfim fenecerá Mulher, podes ir embora Vá agora e até nunca mais Mulher, podes simplesmente Seguir em frente e não olhar pra trás Pois cala, melhor dizer nada Com a cara lavada e a mão no coração Pois cala, que és melhor calada Estás mais errada é em vir pedir perdão Pois vá, beber de outros copos Se é o teu negócio, mas pra quê mentir? Se um dia estaremos mortos E quem sabe a morte vá te redimir Mulher, podes ir embora Vá agora e até nunca mais Mulher, podes simplesmente Seguir em frente e não olhar pra trás Pois vá, beber de outros copos Se é o teu negócio, mas pra quê mentir? Se um dia estaremos mortos E quem sabe a morte vá te redimir

4.039

plays

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário

Playlists relacionadas à musica