Vi Vir Veio

Juliano Guerra

Vi vir veio
Foi fatal
A gente se encantar assim
Por essa cor vulgar, marfim
E nunca mais parar de andar
Perdidos pelos botequins
Tal qual santos em procissão
Querendo alguém pra amar
E ao fim
O alguém dizendo não

E foi legal
Que o anjo vindo da febem
Com a boca torta disse “amém”
E nos abençoou, jurou
Que o bem havia de chegar
Pra nos livrar da obsessão
De sempre ver o sol raiar
Mascando essa ilusão

Sonho que eu não vi vir
Quando eu vi, veio
Em pleno primeiro de abril
Fogo que eu não quis ter
Rasgou teu seio
Certeiro como um fuzil

Músicas mais acessadas

Álbuns e Singles/EPs  (3)

Fotos (7)

Clipes (2)

Release

Juliano Guerra (Canguçu, 1983) é compositor,
intérprete e músico. Desde o final da década de 1990,
participou de projetos como a banda de rock Revel e o
quinteto de choro e samba Noesis, até começar carreira
solo.
Lama, seu primeiro álbum solo, foi lançado em
agosto de 2012 e mescla ritmos tradicionais brasileiros como
bolero, samba e bossa nova com referências e instrumentos
musicais menos usuais. O disco, lançado em shows nas regiões sul e nordeste, obteve
excelente repercussão na imprensa local e nacional. Dois singles do álbum – as canções
Inclemente e Transeunte – foram lançados em videoclipes.
Durante os anos de 2013 e 2014, Juliano se dedicou a colaborações com outros
artistas, lançadas online, como singles, e também às gravações de seu segundo disco solo, Sexta-Feira.
O álbum foi inteiramente ...

Continuar lendo>>