Imagem de capa de Laboratori
Laboratori

Laboratori

EstiloHardcore
Cidade/EstadoSão Paulo / SP
Plays19.157plays
Tamanho
Imprimir

Mil Fitas

Composição: Laboratori (Feat Nego Max e Karina Menascè).
Mil fitas para me mostrar Feridas que eu não fechei Mas não me canso em tentar Supero, eu sigo a voz somos reis Mil fitas para me mostrar Feridas que eu não fechei Mas não me canso em tentar Supero, eu sigo a voz somos reis O mundo que me impuseram eu não quero ser Sou mais um louco sonhador com sede de viver e vou Caminho entre o vale de um povo bem forte Que vive do que planta e não conta com a sorte Na mão do tal maldoso, perreco, charlatão Falsa trincheira pra quebrada, prometeram ilusão Falam merda eu me canso, pelos meus eu avanço Porque amanhã é privilégio que não cabe a nóis Batuque e roda cantou, então peço a bença pro vô Minha mente já clareou, cultura sem igual A cicatriz na tua alma mostra que tu é foda Sangue e família faz a hora, dom de bom coração Mil fitas para me mostrar Feridas que eu não fechei Mas não me canso em tentar Supero, eu sigo a voz somos reis Carrossel, Girassol, sinto o Sol, miro o céu E o infinito do outro lado cai nas linhas do papel Me aprofundo nesse rio, frio, vejo o brilho e o brio De quem pensou e sentiu, quem chorou e sorriu Enxergou e teve medo do futuro Inseguro, em cima da laje, sem teto e vendo o outro lado do muro Sem seus adornos, flores, cores, contornos e trajes Necessidades de mudar fez nascer a coragem Uns falam e outros agem por aqui Canalize e analise, se é bom deixo fluir Sinto o onn que faz sorrir, me leva pra outros cantos da mente Portais se abrem e algo fala pra eu seguir, prosseguir, prosseguir Mil fitas para me mostrar Feridas que eu não fechei Mas não me canso em tentar Supero, eu sigo a voz somos reis O vagão vira senzala na segunda-feira Injeção de depressão que faz a vida rasteira No beco, o revoltado vira um novo vilão Na carreira corriqueira a alma escorre no chão Eu sei que não se importam, cresce um pouco eles cortam Que se foda, eles abortam um quase sonhador Opressor luxa no jato, semideus corre o céu No Carnaval estupra as mina e deixa os pivete ao léu Entre a flor e a espada, a criança e a farda Engatilha e faz piada, descarrega o tambor Cicatriz que nunca fecha mostra o quanto isso é foda Sem família o sangue é vala, é só mais um sofredor Mil fitas para me mostrar Feridas que eu não fechei Mas não me canso em tentar Supero, eu sigo a voz somos reis É raro um mano que cola E faz a vera pra ensinar o que não se aprende na escola Eu observo e absorvo se eu acredito eu me movo Eu nunca fui de esperar o meu progresso em alguém A comoção de mão em mão tipo o milagre do pão Santificaram esse arrombado que se diz bom cristão Sem condição, malote, ou prumo, dom que amplia a visão Transbordando um mar de merda onde só chove cuzão Querem podar seu poder o quanto puder Intoxicar a muda pra infectar o pé Eu já ouvi de um velho monge Que sozinho se chega mais rápido, mas o coletivo chega mais longe Mil fitas para me mostrar Feridas que eu não fechei Mas não me canso em tentar Supero, eu sigo a voz somos reis Mil fitas para me mostrar Feridas que eu não fechei Mas não me canso em tentar Supero, eu sigo a voz somos reis Mil fitas para me mostrar Feridas que eu não fechei Mas não me canso em tentar Supero, eu sigo a voz somos reis Mil fitas para me mostrar Feridas que eu não fechei Mas não me canso em tentar Supero, eu sigo a voz somos reis

42

plays

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário

Playlists relacionadas à musica