Imagem de capa de La Tec
La Tec

La Tec

PaísAngola
Plays729plays
Tamanho
Imprimir

Zigy Zigy

Composição: La Tec

Zigy, Zigy, Zigy, Zigy, Zigy, Zigy Mobiliza gente para cá, Só mais uma, só mais uma, yeah Play on, play on, Só mais um, só mais um Como é que é, Repare aí as máquinas É yoh, vê lá se isto nã tá enferrujado. Já começamos de novo aqui Eu sou o Alfa, o Ômega, dos mendinhos aos polegares Homens vão se perguntando qual é o estalo deste gajo cá Porque o gajo cá tem permanecido mesmo ausente E porque acontece subitamente sou associado a um acidente Dred podes crer, tal como se cré num só Deus Os anjos da vanguarda vão lutando pelos seus Siga os trilhos da prosperidade sem sugar ninguém Trago de volta aquilo que se perde sempre que se escraviza um Zé Oh Yeah, é como que passa nada É como que a coisa de rap fosse uma bomba na balada Uma trova mágica é lançada para animar a malta toda Então apareço para dizer-te seja muito bem-vindo de volta Ao Rap Tec imortalizando rimas com bravura Avante a teimosia, não vai haver ruptura Não vai haver batota, mas pode haver tragédia Caso interceptado por um rap só de comédia Eu levo este rap comigo para os fins e confins Avacalhando poeticamente o stream que nem a guerra civil Oh, Oh Santo Deus! Hosana nas alturas! Aqui no subground La Tec é a censura Que não se pode subornar, adulterar e substituir Os efeitos aqui são únicos porque sou uno ao cuspir Cá está o preto que dá de frente e o mesmo preto que dá de costas Habilita-se para a festa, traga a família toda Trago de volta o formidável de modo mais festivo Para aquele que põe-se a duvidar sobre a malta que bronzeia Zigy, Zigy, Zigy, Zigy, Zigy, Oyeah! Zigy, Zigy, Zigy, Zigy, Zigy, Oyeah! Nós não é ninguém mas nós é gente que salva gente Cujo hino solta o contingente que mobiliza gente para cá Zigy, Zigy, Zigy, Zigy, Zigy, Oyeah! Zigy, Zigy, Zigy, Zigy, Zigy, Oyeah! Dos 60’ aos 2000’ Angola tava desgraça Dos 2000’ para diante agora a coisa tá uma graça Pois a corrupção já se come, e estão todos convidados Andam saborear a caldeirada de peculato Na rádio ou televisão a divulgação tá um fenómeno Enquanto pratos e panelas desconhecem o valor gastronómico Mas nós não vai chorar por causa disso Aqui no bairro a vida continua, dred, não se esqueças disso Isto é um piquenique vocal, ou nosso ritmo épico Não te atrases nunca ao nosso piquenique poético Agora deixa-me apresentar-te a criança que mora em mim Ela quer saber porque não lançava mais aqui Pois de algum tempo para cá ninguém mais cospe o necessário Alguém que nos acuda e nos proteja de otários Cá estou, o vosso sinónimo de ausência de sacanas Cá estou, vosso sinónimo de presença inesperada Cá estou, eis a presença que arrasa no certame Como o fundamentalismo da Al Qaeda e Boco-Aram E se a coisa te tocou faça com que a coisa rola Habilite-se para festa, traga a família toda Trago de volta o formidável de modo mais festivo Para aquele que põe-se a duvidar sobre a malta que bronzeia Zigy, Zigy, Zigy, Zigy, Zigy, Oyeah! Zigy, Zigy, Zigy, Zigy, Zigy, Oyeah! Nós não é ninguém mas nós é gente que salva gente Cujo hino solta o contingente que mobiliza gente para cá Zigy, Zigy, Zigy, Zigy, Zigy, Oyeah! Zigy, Zigy, Zigy, Zigy, Zigy, Oyeah! Nesse toque artístico trago algo que tranquilize Porque neste país bonito até mosquitos estão desiludidos E a imprensa sempre cômica a desenformar a manada Após o telejornal eu sou obrigado a estar em sevada Para aquecer a cabecinha com a Júlia ou Teresinha Porque isto é mais divertido e quando contrário trago rimas Isso é o movimento d’arte lírica que fera, Espera, nisso tenho tantos contêras E tantos beats fat´s gangsta vibe on tha table Transformamos vivências em rimas e batidas É o literalmente destemido, Metaforicamente o bandido novamente reinserido Venho propor-te uma onda, Dance como ninguém antes que a frustração te bonda Em plena cidade perdida eu trago a prospecção garantida E em plena terra amaldiçoada trago fluxos de alto clima de satisfação Em acção que promove contrição Proponho nunca mais virar-me contra o coração Se tás a ouvir-me faça com que a coisa rola Habilitando-se para festa, traga família toda. Trago de volta o formidável de modo mais festivo Para aquele que põe-se a duvidar sobre a malta que bronzeia Zigy, Zigy, Zigy, Zigy, Zigy, Oyeah! Zigy, Zigy, Zigy, Zigy, Zigy, Oyeah! Nós não é ninguém mas nós é gente que salva gente Cujo hino solta o contingente que mobiliza gente para cá Zigy, Zigy, Zigy, Zigy, Zigy, Oyeah! Zigy, Zigy, Zigy, Zigy, Zigy, Oyeah!

210

plays

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário

Playlists relacionadas à musica