BANDA LIV

EstiloRock
Cidade/EstadoBelo Horizonte / MG
Plays107.081plays

BANDA LIV

EstiloRock
Cidade/EstadoBelo Horizonte / MG
Plays107.081plays
PródigoLançamento: 20193 músicas
VER TODAS AS MÚSICAS
Ver todos os álbuns
Ver mais vídeos

Comunidade

OuvintesEduardo Kapitango Bacia e outros 154 ouvintes
Fã-clubelucas gabriel e outros 21 fãs

Comentários

Filtrar Por:
Wellington DuellisGuitarra
Erick CoimbraBateria
Fernando ReisBaixo
Ver mais integrantes

Release

LIV, MUITO PRAZER !
Por mais que o tempo pareça proposital para um algo mais a frente, a LIV buscou no dia a dia falar com simplicidade e direção oque muitos esquecera, somos URBANOS, a afirmação é totalmente verdadeira.
Você ouve cinco segundos de qualquer das 10 faixas inéditas e próprias e mesmo antes da assinatura de voz de Adriano Carmo, que não deixa qualquer dúvida, o Rock está de volta!
Wellington Duellis e Jeff Viveiros (guitarras), Fernando Reis (baixo) e Matheus Carmo (Bateria).
Você sabe que o LIV está lá, na íntegra. E na melhor forma.
Faça o teste; ouça o começo da música título do album “URBANO”, que é uma das faixas mais pesadas da banda.
É o Metal progressivo da época em que o grupo nasceu, com sonoridade encharcada que vai também ao Rock alternativo, estalando de modernidade e energia.
“Penso que a maior influência do LIV é sua capacidade de mesclar Peso com Poesia.
Temos marcas próprias, estilo próprio, uma maneira de compor e tocar que são particulares e valorizamos muito isso”, confirma Matheus Carmo, sobre as dez músicas que leva assinatura de composição do conjunto.
Em dezembro de 2010 o projeto do CD começou a esquentar.
E finalizaram o ano de 2011 com o Álbum em mãos, após muitas mudanças o LIV se encontra e sai rumo ao Brasil com a sua tão esperada tour.
Há musicas que nos fazem voltar a tão e sofrida nossa urbanidade como “Uma Saída” e “Urbano”.
Fernando Reis domina com uma linha de baixo matadora “Muito Tudo”.
O rock é a especialidade do quinteto, que conta com um dos melhores guitarristas de Minas Gerais, Jeff Viveiros e vem na sequência com “Espinhos”, em em um metal pra se ouvir pulando junto.
Qual é o segredo? “Creio que hoje tenhamos retomado exatamente a aquilo que sempre queríamos, diz Adriano Carmo.
Essa é a forma com que a banda tem melhor desempenho e com essa visão distanciada 8 anos no tempo e na estrada isso se tornou muito claro para nós.
É claro que houve um tremendo avanço musical aliado a experiência na estrada, e incorporamos isso no dia-a-dia da banda, mas a essência do método de trabalho é exatamente a mesma que Jesus Cristo em vida ”, crava Wellington Duellis.
E a única brecha que me dá é a recomendação que ouça o CD e o show ao vivo.

Playlists relacionadas

Home