Mateus Porto

EstiloMPB
Cidade/EstadoPelotas / RS
Plays33.773plays
VER TODAS AS MÚSICAS

Comunidade

Ouvintesjose eduardo de paula junior e outros 197 ouvintes
Fã-clubeJoselito Martins e outros 6 fãs

Comentários

Filtrar Por:

Release

Mateus Porto é compositor, violonista e guitarrista. Natural de Pelotas (RS), Mateus foi criado em uma família de músicos e muito cedo começou sua formação, tanto no sentido informal – na própria convivência familiar –, quanto no sentido formal – no Conservatório de Música da cidade. Com a
certeza da escolha pela música como profissão, deu início ao curso de Bacharelado em Violão na Universidade Federal de Pelotas e começou a trabalhar como músico acompanhando artistas locais dos mais variados gêneros, além de ministrar aulas.
Ainda como participante dos projetos de outros artistas, Mateus começou a desenvolver seu trabalho autoral e, aos poucos, a inserir composições suas nos repertórios daqueles que acompanhava.
A carreira solo de Mateus Porto começou, oficialmente, em 2012, quando realizou o primeiro show e lançou um EP, ambos totalmente autorais. O EP saiu pelo selo Escápula Records e foi gravado ao vivo em estúdio, dentro do projeto Vapor Sessions, do A Vapor Estúdio (Pelotas, RS). O material traz quatro composições instrumentais, nas quais aparecem as principais influências de Mateus: o jazz, pela improvisação, a música brasileira e a música da região do Prata.
Recentemente, Mateus se transferiu para São Paulo e passou a se dedicar ao projeto Fronteiras, formando um quarteto com Neymar Dias, Sergio Reze e Thamires Tannous, além de trabalhar em seu primeiro disco, Canto, que chega agora ao público.
Canto foi viabilizado através de uma bem-sucedida campanha de financiamento coletivo e está sendo lançado pelo selo Escápula Records, dando continuidade à parceria iniciada com o EP Vapor Sessions.
O repertório do disco dialoga com os ritmos latino-americanos, mais especificamente da região do Prata (Uruguai, sul do Brasil e norte da Argentina), e é composto por oito faixas, sendo sete canções autorais e uma releitura instrumental de Gracias a la vida, de Violeta Parra.
Em Canto, Mateus assume violão, guitarra e ronroco, acompanhado das cantoras Tatiana Parra e Thamires Tannous e dos músicos Neymar Dias (contrabaixo), Pedro Ito (percussão), Paulinho Goulart (gaita), e Michael Ruzitschka (violão) – este também responsável pela produção musical do disco. Como participação especial, Marcelo Pretto canta em Ano Bom.
As sete faixas autorais são frutos de parcerias de Mateus com outros artistas. Juliano Guerra assina quatro letras. Duas canções em espanhol foram compostas em parceria com a colombiana Victoria Saavedra. Outros
parceiros compositores foram Pedro Dona, Carolina Borges e Thamires Tannous.
Neste álbum, a milonga e a chacarera são ritmos que se destacam, em canções cujas letras que abordam amor e questões existenciais, através dos expressivos vocais de Tatiana Parra e Thamires Tannous. Seguem presentes e notáveis as influências que Mateus já mostrava no EP com o qual estreou seu trabalho autoral, porém, agora, elas chegam em arranjos mais maduros, envolvidos em técnica e pluralidade de ritmos.

Playlists relacionadas

Mateus Porto

EstiloMPB
Cidade/EstadoPelotas / RS
Plays33.773plays
Tamanho
Imprimir

Qualquer Dia

Composição: Mateus Porto, Juliano Guerra

qualquer dia pode aparecer um motivo pra voltar a crer pra ter fé no amor e aprender a não perguntar como ou porquê fico entretida com a solidão até que a vida me pegue a mão qualquer dia pinta um furacão se revela toda intenção dividir a cama e o edredon qualquer dia é um dia bom fica a certeza morando em nós tudo está certo sob os lençóis "pode dar taquicardia ou fazer ranger os dentes contaminar de alegria do pensamento a corrente e pode vir qualquer dia muito displicentemente morar em quem não queria e mudar a vida da gente o amor é desses mistérios que se sente ou não se sente"

2.236

plays

Comentários

Filtrar Por:

Playlists relacionadas à musica

Home