Máximo Mansur

Máximo Mansur

EstiloMPB
Cidade/EstadoCeilândia / DF
Plays19.518plays
Tamanho
Imprimir

6 - Quente - Álbum Banana com Farinha

Composição: Máximo Mansur e Paulo Dagomé

E seu colher a flora do teu sorriso Transformo essa secura e essas cigarras Em umidade quente, quente, quente, quente, quente como a gente No meio dessa gente indiferente Se eu tirar o véu da tua alma Eu rompo a fronteira entre este lago E essa cidade quente, quente, quente, quente, quente como nós No meio dessa triste urbe e sem voz E seu provar do mel da tua boca Será a sensação de erva ou pó Ou qualquer coisa quente, quente, quente, quente, quente como um beijo De um fauno ardendo em febre de desejos E seu sugar teus dentes com volúpia Convenço-te da inutilidade Desse poema quente, quente, quente, quente, quente ao falar-te São teus o meu amor e a minha arte

935

plays

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário

Playlists relacionadas à musica