Música em destaque

Versos Empoeirados #2 (Flor)

Versos Empoeirados #2 (Flor)

Rottweiler, J.Alves e Alessandro Portugal

“Confesso que eu tô cansado
Decepções com a minha própria vida
Não quero aplausos por agradar a maioria
Quando apenas um abraço sincero me confortaria
Hoje eu olho pro mundo diferente
Há uma terra fértil dentro da gente
Por isso vou regar a flor”

Mesmo no deserto
Onde o amor acabou
Vou regar a flor
Vou regar a flor

Com lágrimas de fé
Com lágrimas de fé
Com lágrimas de fé
E de pé
E de pé

Eu já pensei em abandonar o meu mundo vazio
Só que meus medos fugiram comigo
E eu seria um fracasso em qualquer lugar
Resolvi ficar resolvi ficar
Dar um mergulho no mar só pra recomeçar
E fortalecer a fé no Orixá
Pai mãe estou pronto pra viver a vida
Já entendi quem nem tudo cicatriza
Que as pessoas machucam mesmo te amando
Não há culpando é só alguém se adiantando
E magoando quem espera ser feliz
Querendo frutos de outra raiz

Vai chegar a minha hora
Minha tristeza vai embora

Ainda verão as minhas lágrimas por aí
Comemorando vitórias porque eu sou foda
Não quero Deus se preocupando comigo
Não quero tá nos achados e perdidos
Quero correr com muita velocidade
Quero cantar e acordar toda cidade
Sentir o sol aquecer o meu caminho
Porque eu tô vivo

Mesmo no deserto
Onde o amor acabou
Vou regar a flor
Vou regar a flor

Com lágrimas de fé
Com lágrimas de fé
Com lágrimas de fé
E de pé
E de pé

Hoje confesso que tô muito magoado sim
Como se o mundo se aproveitasse de mim
O meu sorriso causa efeito mas não volta
Nenhuma gratidão esse ambiente me sufoca
Tudo é dinheiro isso corrói o ser humano inteiro
Não fica nada nem coração só esqueleto
E eu não quero meu final se definindo em joias
Eu prefiro o choro dos meus amigos em volta
Amanhã cedo vou olhar pro mundo diferente
Olhar pro céu sentir o sol bem quente
Quero minha trilha no fone sair pra dar um rolé
Pensativo e descobrindo o que a minha vida quer

Vai chegar a minha hora
Minha tristeza vai embora

Ainda verão as minhas lágrimas por aí
Comemorando vitórias porque eu sou foda
Não quero Deus se preocupando comigo
Não quero tá nos achados e perdidos
Quero correr com muita velocidade
Quero cantar e acordar toda cidade
Sentir o sol aquecer o meu caminho
Porque eu to vivo

Mesmo no deserto
Onde o amor acabou
Vou regar a flor
Vou regar a flor

Com lágrimas de fé
Com lágrimas de fé
Com lágrimas de fé
E de pé
E de pé

Mesmo no deserto
Onde o amor acabou
Eu vou regar a flor

“Rottweiler”

Músicas mais acessadas

Álbuns e Singles/EPs  (8)

Fotos (33)

Clipes (12)

Release

ROTTWEILER é Amauri de Souza Martins, 37 anos, carioca, Rapper e compositor. Cria da zona norte, viveu toda sua infância no bairro de Ramos e desde criança sempre foi notória sua veia artística. Ao longo do tempo, vivenciou vários festivais de hip hop, baile charme do famoso Viaduto de Madureira, participação especial em um longa metragem e clipes.

Envolvido com danças urbanas desde os seus treze anos, Amauri teve como trabalho duradouro a caminhada de 10 anos como vocalista da banda Via Perimetral. Foi campeão do quadro pistolão no Faustão e após este ciclo, o artista amadureceu a carreira solo e vem galgando a cada dia a sua nova trajetória com a mesma pegada, seriedade e domínio de um ROTTWEILER.

Com um amplo domínio de palco, atrai vasto público em ...

Continuar lendo>>