Imagem de capa de Professor Cão
Professor Cão

Professor Cão

EstiloGótico
Cidade/EstadoSocorro / SP
Plays24.461plays
Tamanho
Imprimir

A Serpente Antiga

Composição: Professor Cão.
Se for o esquema da serpente antiga Aparentando um tanto distraída Calada e colada à própria sombra Usando o veneno e os espinhos Mas se soprar o vento leste, É que a serpente é insinuante Então troca a túnica que vestes Pela nudez de antes Sombras que carregam madras Gargalham gralhas em gritos lisos Sonhos que traduzem medos E os pesadelos... eu os temporizo Se for o esquema da serpente antiga Aparentando um tanto distraída Calada e colada à própria sombra Usando o veneno e os espinhos Nada tanto incomoda Quanto a bruma dispersa densa Sentir ser só centelha É a seiva que alimenta o espectro Que a sensação de sonho se dissolva Ou permita que tal bruma me envolva Ou derrame tal sonho perdido Sobre aquele livro que nem será lido Uma dose da solução Para então, ou nem, dormir Pois haverá confusão É o que a bula diz Se for o esquema da serpente antiga Aparentando um tanto distraída Calada e colada à própria sombra Usando seu gosto e sua mordida Jurava que existia um céu O anjo que curtia um som Pediu, ao diabo, um isqueiro E o diabo, um cinzeiro ao garçom

6.300

plays

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário

Playlists relacionadas à musica