Imagem de capa de QI

QI

Cidade/EstadoRecanto das Emas / DF
Plays841.061plays
Tamanho
Imprimir

Ninguém Vai Silenciar

Composição: QI

Artigo 288 do Código Penal: Associarem-se 3 (três) ou mais pessoas, para o fim específico de cometer crimes, o maior deles: falar a verdade. Nem o código penal vai ser capaz de parar A voz da favela ninguém vai silenciar Formação de Quadrilha até o caixão fechar Só acionar rrráá tá tá... Nem o código penal vai ser capaz de parar A voz da favela ninguém vai silenciar Formação de Quadrilha até o caixão fechar Só acionar rrráá tá tá... Assalto a banco, latrocínio e sequestro relâmpago Clausula não lida do capitalismo darwiniano Sobrevive o mais forte, genocídio é banal Esquarteja o herdeiro, e vamu ver a seleção natural O Brasil evoluiu, ouvi isso várias vezes População anestesiada, casa própria em 400 meses No interior nordestino, energia elétrica gera sorriso No setor industrial, fabrica bomba, fabrica míssil Evolução no poder bélico, dominação que mata Gengis Khan de arco e flecha e Tio Sam de automática E aqui foi mais rápido, plano bolado, nós morre calado Milionário engravatado financiando o tráfico Mais nós ta ligeiro, imagem passada pro mundo inteiro No dicionário estrangeiro Brasil significa “puteiro” E os Pai Tomais da música, na versão cifrão Sem informação é apropriação e vira ostentação E o mercado ta na ativa, fez 12 anos o olho brilha Século XXI trafica menina, atividade lucrativa Menos família, mais carga horária, abraça bandeira piada Sem essa de verde e amarelo, os operários não tem pátria E na era do clone, os favelado não se esconde Os maias não preveram os monstros no microfone A288 pra quem é do gueto, QI dois guerrilheiro RAP sem resistência é igual empresário sem dinheiro Nem o código penal vai ser capaz de parar A voz da favela ninguém vai silenciar Formação de Quadrilha até o caixão fechar Só acionar rrráá tá tá... Nem o código penal vai ser capaz de parar A voz da favela ninguém vai silenciar Formação de Quadrilha até o caixão fechar Só acionar rrráá tá tá... Eu nasci na miséria, quem é daqui não conhece orquestra Lazer é novela, RAP, caderno 10 matéria Melhoria é promessa, na rua de terra ou na rua de pedra Favela manifesta, invasão nas biblioteca Por que aqui é desigual, poesia sem classe social Popular, periférica, resgata, salva e cria os marginal Lutador subversivo, me chamam de utópico No mundo onde a Glock é material pedagógico Televisão não liberta, pro coronel monopólio da terra Desocupação cenário de guerra, manipula matéria na tela Mentiu historiador, invasor sangrou, matou A outra face da historia tá na fala do griô Inspirado por sankofa, pra entender o mundo Viver sem conhecer o passado é andar no escuro E eu Creio em Deus Pai, todo poderoso Por que deixou usar seu nome pra escravizar meu povo? Foi morto, não quis roer o osso onde comem caviar Os Luther King aqui foi preso sem direito de sonhar Leiloada virgindade, corpo exposto pra vendagem E se engravidar, não vai ter licença a maternidade Direito não existe, elite oprime, ninguém é livre, nós vai pro crime Brasil assisti, se foi aos 15, morto pelo que tá na vitrine Omissão nós coloca na forca, sorriso da mãe é questão de honra Sem nome na lápide, o foco é nome no diploma. “A pena pra esse crime é o ódio da elite e o respeito da periferia.” Nem o código penal vai ser capaz de parar A voz da favela ninguém vai silenciar Formação de Quadrilha até o caixão fechar Só acionar rrráá tá tá... Nem o código penal vai ser capaz de parar A voz da favela ninguém vai silenciar Formação de Quadrilha até o caixão fechar Só acionar rrráá tá tá...

64.601

plays

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário

Playlists relacionadas à musica