Imagem de capa de Simplexo
Simplexo

Simplexo

Cidade/EstadoBelo Horizonte / MG
Plays3.567plays
Tamanho
Imprimir

Noite Baixa

Composição: Alfredo Albuqerque

Noite baixa na janela Madrugada terminal Nas fachadas semimortas Poucas vidas são reais Criaturas nas esquinas Negociam seus papéis Entre portas e calçadas Erram passos desastrados A um passo de cair Raios afiados como lâminas de luz São pinceladas da manhã No manto negro que envolve o céu Corpos confinados no silêncio dos lençóis Se manifestam sonolentos Na iminência da ressurreição Existências paralelas Deixam rastros de faróis E os semáforos calados Ditam ordens pra ninguém O torpor da noite cinza Veste o mundo de neon E na morte da magia Não há truque que impeça A manhã de se instalar Raios afiados como lâminas de luz São pinceladas da manhã No manto negro que envolve o céu Corpos confinados no silêncio dos lençóis Se manifestam sonolentos Na iminência da ressurreição

94

plays

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário

Playlists relacionadas à musica