Imagem de capa de Sobrevivente Moral
Sobrevivente Moral

Sobrevivente Moral

Cidade/EstadoCarapicuíba / SP
Plays173.215plays
Tamanho
Imprimir

Pressão Periférica

Composição: Nildo e Gil Lacerda

Nildo Não, não, não dá mais pra suportar tamanha pressão em cima Ficarmos calados enquanto pessoas perdem suas vidas Assassinatos é o que acontece por tudo que é lado das periferias Direitos humanos que nada pros pm's é só matar, matar medalhas As suas obrigações não são cumpridas Abuso de autoridade, extorsão veja bem assim que é a nossa polícia Canalhas otários, sanguinários se escondendo numa farda cinza De frente das câmeras eles falam, relatam dizem que são a lei Mas o que sabemos já é o bastante o suficiente para entender Alan Que o dinheiro, dinheiro o poder está bem acima Eles acabam com muitas vidas vá se dana boina cinza Quer ter ibop faz de tudo pra se aparecer se vender virou rotina constante Alan falando a real vou adiante Convivi maluco presenciei assassinatos, nada fácil mente confusa Eu era só um pivete a noite nem pensava em sair pra rua Viatura da polícia civil no outro dia uma má notícia Nildo E o comentário que se ouve na vila mataram um cara na rua de cima Não devia nada mais mesmo assim derrubaram sem dó transformaram ele em pó Dois a zero pra elite que te incrimina farda cinza infelizmente São apenas capachos da maldita burguesia A mídia faz sua parte divulgação de informação dada por terceiros Não se importam com a verdade pensam apenas em ibope, dinheiro E assim o que resta pra gente é da pressão periférica ser herdeiro Ver nossos filhos e parentes sendo vítimas da covardia De políticos, polícia que trazem dor para inocentes aqui no gueto nas periferias. Refrão Pressão, pressão isso é herança na infância desde criança Pressão periférica essa é a nossa herança, o crime e uma par de morte presenciamos desde criança Pressão, pressão isso é rotina vidas perdidas no dia a dia Pressão periférica devemos mudar essa rotina, pois quem perde com isso é apenas periferia. Alan Dedos no gatilho mente abalada Olhos atentos a vizinhança insegura está toda alertada O medo é o passatempo da nossa quebrada Choro de mães aflitas, apavoradas Pedindo pra Deus pra que o seu filho chegue vivo em casa Parada errada até agora na balada O desgraçado não ouve mais ninguém não quer saber de nada Não estuda e não trampa a malandragem é sua aliada Rotina noturna desce morro sobe viela A sua mãe tem a visão da rua pela janela Nildo E o seu filho no vacilo a cinco passos do portão Vários tiros são disparados em sua direção, pressão Cena deprimente aquela mulher paralisada sangue no olho vazio na mente Eu penso que essa cena poderia ser evitada Porém o silêncio é o que prevalece essa é a lei na nossa quebrada Eu to ligado que na sua área não é diferente cara Isso é pressão periférica e me deixa empapuçado Convivemos com calibres, e mortes e deve ser devido ao passado Jardim Maria Beatriz, Capriote, Tonato um contra o outro A violência assolou família causando muito desgosto E esse maldito passado acionou vários discípulos, currículos do crime na nossa área normal Mas se liga que esse ideal Só leva a morte mano pare pense e reflita o tanto de prantos Que foram derramados todos esses anos E o engraçado é que tudo isso não acontece na área de boys Lá a polícia pra eles são tipo como heróis Bom tratamento e atenção não há discriminação E pra nos da periferia o que resta é apenas somente a pressão. Refrão Pressão, pressão isso é herança na infância desde criança Pressão periférica essa é a nossa herança, o crime e uma par de morte presenciamos desde criança Pressão, pressão isso é rotina vidas perdidas no dia a dia Pressão periférica devemos mudar essa rotina, pois quem perde com isso é apenas periferia. Nildo Fatos e fatos, ocorrências feitas diariamente em delegacias Sufoco, lamento pras mães muita tristeza pras famílias Arquivos de polícia ibope pra tv já da pra ver Sempre atrasam a comunidade eles só querem saber de fama, dinheiro, poder Se tromba com eles nas ruas está indicado a morrer e eu vou explicar o porque Esses caras não tão nem aí pra quem vive aqui na periferia Se ficar no caminho deles acabam com sua vida O seu trampo é defender o boy de carro importado na avenida E assim o que sobra pra gente é o sofrimento agonia Uma batalha terrível se fim sempre esperar por melhores dias Alan Mais isso não é favor e sim obrigação Pois o dinheiro dos impostos suor dos trabalhadores é o que sustenta essa nação Que sirva de lição pra esses tiras queremos que a justiça à lei seja melhorada E que nossas crianças possam correr sem medo brincando, sorrindo nas ruas, calçadas, quebradas de suas casa E que a diferença financeira não influa em nada Não importa se mora num barraco ou em uma casa Os pés no chão os pensamentos pra frente lutar com os semelhantes de atitude nossos manos nossos irmãos Nildo Pra acabar com essa pressão que assola toda nação só que poucos daqui pensam dessa forma A maioria só pensa em si mesmo e é isso que nos torna Um gueto desunido fácil de ser vencido por esse inimigo o sistema Eu vejo vários irmãos com algemas nas mãos tendo como lema Crack ou cocaína Sendo no dia a dia mais uma noia jogado na vila Mas uma alma penada vivendo uma vida sem razão Tendo pelo resto da vida como cruz essa pressão. Refrão Pressão, pressão isso é herança na infância desde criança Pressão periférica essa é a nossa herança, o crime e uma par de morte presenciamos desde criança Pressão, pressão isso é rotina vidas perdidas no dia a dia Pressão periférica devemos mudar essa rotina, pois quem perde com isso é apenas periferia.

1.219

plays

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário

Playlists relacionadas à musica