Imagem de capa de Voz Eterna

Voz Eterna

EstiloRock
Cidade/EstadoBrasília / DF
Plays98.286plays
Tamanho
Imprimir

Saída

Composição: Dedel Marques, Elias Souza, Fábio Augusto

Atormentado por tantos dilemas Me questionando se viver vale a pena Preciso respirar, tentar entender… Me vejo na sombra perdido na lombra Enquanto bate o desespero Palavras lançadas Não valem de nada Se acompanhadas do medo De se envolver tentar entender Mostrar a mínima compaixão Estender a mão levantar a questão Dos que se encontram no chão Falam, falam demais Mas nada ninguém faz Enquanto isso segue a fita Os desesperados Carregam o fardo E buscam a saída Paz é utopia Na mente traída Pelo engano da dor Anestesiado absorto de fé Quase morto Atolam os passos em busca de amor Quem é que cuida de nós Quando os passos são de dor? Quem é que traz a cura pra minha ferida Quando o que eu mais careço é de amor? Ninguém entende, pois ninguém sente E eu não posso explicar Mas só de olhar pra mim vai perceber que eu já não posso suportar Sigo em busca de paz Mas como eu vou proceder? Vou sair pela tangente pra me resguardar E com essa solidão que eu já não sei lidar Mas um dia eu pude entender Que a mente e o coração podem enganar Na alegria ou na dor aprender Que em você eu devo confiar Quem me dera ter a liberdade de encostar a cabeça no ombro de alguém e desabafar Sobre todas essas coisas que me atormentam E me fazem pensar Que não sou digno de estar aqui, de ser o que eu sou De me levantar e decidir por onde e pra onde vou Mas a indiferença das pessoas machuca mais até do que eu sinto aqui Mas um dia eu pude entender Que a mente e o coração podem enganar Na alegria ou na dor aprender Que em você eu devo confiar Quem me dera ter a liberdade de encostar a cabeça no ombro de alguém e desabafar Sobre todas essas coisas que me atormentam E me fazem pensar

703

plays

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário

Playlists relacionadas à musica