Zebeto CorrêaCaminhos Do Amor Cv15 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
1 / 5

O Que Era Da Gente

Zebeto Corrêa e Bruno Kohl

O QUE ERA DA GENTE

Hoje eu quero a casa cheirando a café
A cabeça no colo , nas mãos: cafuné
Uma ou duas palavras que façam o tempo voltar

Hoje eu quero aquele silêncio só meu
Ser capaz de escutar o suspiro de Deus
Em um velho ipê quando o vento insiste em brincar

Quero um sol que inflame
e a flor que consola
Que todo poema eu declame
na paixão da viola

Hoje quero a lua cheia
subindo atrás do monte
Hoje o que sou se esconde
pra me revelar

Hoje quero os pés na areia
E os olhos no horizonte
quero atravessar a ponte
pra nunca chegar

Hoje eu quero a alma cheirando a jasmim
Tudo o que for nocivo saindo de mim
Ter o brilho nos olhos, estrela de meus ancestrais

E o hoje, será meu pra sempre, enquanto cruzar
o infinito do sonho, o abismo do mar
Que a jangada da vida encontre um dia meu cais

Quero que o beijo derrame
em meus lábios dormentes
e que todo dia eu ame
o que era da gente


Músicas mais acessadas

Fotos (1)