Imagem de capa de Którc

Którc

Plays17.880plays
Ver mais vídeos

Comunidade

OuvintesMarianasantos e outros 2.224 ouvintes
Fã-clubeCesar Relogios e outros 1 fãs

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário

Release

Meu nome é Frank Ramirez Guarin e sou eu quem comanda esse projeto musical chamado Którc.
Aqui está um pouco da minha história:

¿Como surgiu o Którc?

Aos 14 anos, era um menino enérgico e sociável, embora achasse que não gostava dos outros. Para os caras do meu quarteirão, ele era feio, estúpido e patético. Com suas palavras dolorosas me deixaram triste e decepcionado que acabei cancelando, recorrendo a uma forma particular de me machucar, dormir, por horas e horas dormi que meus dias eram tão curtos por causa dessa atividade.

Którc nasceu naquela época, quando eu me sentia só e triste. Minha estratégia de desânimo foi desenhar, após longas horas e tendo como inspiração o filme baseado no livroCORALINE, os olhos de botão foram a expressão máxima do meu alívio pelo quão entediado eu estava.

Meu tema era o mesmo diariamente.

Lembrando desses acontecimentos, um dia fui ao espelho, conversando comigo sobre o meu problema, depois de um tempo ri ao me olhar e disse a mim mesmo: ¡Hoje é um bom dia para existir!

Naquela tarde daquele dia me senti bem comigo mesmo, peguei meu violão e com a motivadora e já existente ideia de ser cantor fui para o pátio do que naquela época era onde eu estava hospedado. Sozinho, mas feliz eu cantei… Cantei e cantei sem afinar nem nada a respeito da indústria e então a imaginação da senhora me levou a um palco com um grande público que gritava:♪Frank, frank, frank♫

Dias se passaram e, desde então, sonhei com mais força ser músico.

Entre uma breve pesquisa sobre meu nome artístico, mergulhei no mar de letras. Cortando e colando, eu compus no meu próprio conjunto de letras: K-T-Ó-R-C, que foi meu primeiro nome artístico como cantora.

Foi então que decidi criar o meu próprio desenho de máscara, com uma caixa de tesoura e cola nas mãos, a partir desse desenho, tornei-o real.

Eu só precisava de um nome artístico, mas não queria usar o que já tinha. Aí parei com meu sonho de ser DJ, é claro, sem falar primeiro que estava desanimado por ter em mente que não sabia nada desse mundo. Quando só soube fazer barulho com o violão.

Lembro bem, limpei meu quarto e em um canto estava a caixa. Tirei o pó, coloquei e comecei a simular meu show musical. Me olhando de novo no espelho com um estilo estranho e como uma frase positiva eu ​​disse: ¡Hoje é um bom dia para existir!

Dando muita importância ao momento em que falei que ele iria me ligar: Którc e desde então eu tirei a ousadia de sair com a caixa para lugares com muita gente, fazendo o que eu podia imaginar.

As coisas continuaram iguais, mas com o którc era mais fácil se exibir.

Em conclusão, którc é a imagem cuspida da pessoa que sempre quero ser, uma das maneiras de se sentir livre.

Playlists relacionadas