TENÓRIO E PRAENSE

EstiloSertanejo
Cidade/EstadoSão Paulo / SP
Plays63.177plays
VER TODAS AS MÚSICAS

Comunidade

OuvintesJoilson Oliveira e outros 82 ouvintes
Fã-clubeDiego & Montenegro e outros 57 fãs

Comentários

Filtrar Por:
PRAENSEVoz, Violão
TENÓRIO Voz, Violão

Release

José Dercídio dos Santos "Praense", Nasceu em 06 de Julho de 1943, na cidade de Cambê, estado do Paraná, ainda criança mudou-se para uma cidadezinha chamada Aparecida D..oeste, onde logo apreendeu a tocar violão e cantar alguns sucessos de época era fã de Tião Carreiro e Pardinho, Zico e Zeca, Zilo e Zalo, Zé Fortuna e Pitangueira, enfim, dos artistas que eram destaque, foi nessa mesma época que Praense descobriu que além de tocar e cantar também tinha talento para compositor. Após ter morado algum tempo em Aparecida D..oeste mudou-se para Cianorte-Pr, onde formou a primeira Dupla com a qual apresentou pela primeira vez na Rádio Porta Voz de Cianorte teve então pequena passagem por lá, pois seu sonho era atingir outros Horizontes, rumo então a Londrina maior Cidade do Norte do Paraná, já levando consigo lindas Composições que fizeram, maios tarde o grande nome Praense, suas músicas foram gravadas por artistas novos e por grandes estrelas como Leôncio e Leonel, Tião Carreiro e Pardinho, Mensageiro e Mexicano, Chitãozinho e Xororó, Milionário e José Rico, César e Paulinho e Outros. Em 1975, participava oficialmente da Rádio Difusora de Londrina, apresentado pelas ondas, curtas, médias e longas. Era uma linha sertaneja semanal de grande audiência apresentada às 20:30 às 22:30 horas que atingia até a Região de Assuncion no Paraguai, nesse programa só se apresentavam duplas de talento além do Ado e Praense. Havia também Milionário e José Rico, Juliano e Jardel, Etc. Esse programa Chegou os ouvidos do Diretor da gravadora Cerro Corá e um pela Continental do Brasil, surge então a dupla Peão Carreiro e Praense que lançou o seu primeiro LP pela RGD com o Título: Compositores em Dueto, foram sucesso nacional com a Música NOSSO DILEMA de autoria da dupla, isso em 1978, em 1970 gravaram pela CBS, produzidos por Horácio Faustino e nesse ano obtiveram ainda maior sucesso com a Música PAREDE DE MEIA também de autoria da dupla, 1981, à convite de Zé Bétio assinaram contrato com a Gravadora Copacabana onde gravaram o 3º LP produzido por José Homero e Ronaldo Adriano foi gratificante para a dupla que acabou estourando com a Música QUARTO VIZINHO ouvida a toda hora nos rádios e atingindo vendagem surpreendente, faziam parte da linha sertaneja Classe A, da Rádio Record com apresentação do saudoso José Russo duas vezes por semana. Em 1984 Surgi o 4º LP com o Titulo A VOLTA, titulo esse com homenagem ao retorno da dupla que estivera temporariamente separada, esse, como os outros trabalhos foram bem aceitos pelo publico, sendo que os maiores destaques por volta da músicas, A FUNCIONÁRIA, AMOR ESCONDIDO e SONHO FALADO, todas de autoria do PRAENSE, essa parceria durou de 1978 á 1984. Em 1985 fez dupla com o Pinhalão, gravaram dois LPs, dupla essa também de grande sucesso e que durou até 1987. A essa época, Praense já estava consagrado como compositor dento 400 composições gravadas e com alguns sucessos nas vozes de grandes intérpretes: ESPINHO NA CAMA, TCHAU AMOR, AVIÃO DAS NOVE, MENSAGEM DO ALÉM, ESQUECIDO, SONHO ALTO, CASA DOS PRAZERES, DOCE AMADA, QUARTO VIZINHO, ETC. Em 1989 nasce outra parceria desta vez com um rapaz de otima referência e belissima Voz PEÂO DO VALE e PRAENSE gravaram pela RGE, gravaram depois pela Tocantins mais dois LPs, infelizmente essa também se desfaz pois o parceiro tinha outras atividades no estado do Paraná que o impedia de Viajar constantemente. Em alguns momentos PRAENSE, pensou até em parar de cantar e Viver apenas de compor, mas qual o que? Cantar faz parte de sua vida e mais um vez forma dupla com o PINHALÂO, mas uma vez não da certo pelo fato de seu parceiro ser um policial da ativa e não poder cumprir as viagens contratuais. Em 1998 Refaz a dupla com Peão Carreiro e Gravaram um CD pela gravadora Atração, infelizmente a essa época o Peão ja se encontrava bastante Doente e aquela bonita Voz, que sempre fez de suas interpretações grandes sucessos já não eram mais a mesma em 1999 o brasil perde uma bandeira da música sertaneja e o PRAENSE perde o parceiro. Chega o ano de 2000 e PRAENSE ainda tentou mais um CD com o PINHALÂO, mas desta vez colocou no PINHALÂO o pseudônimo de Peão. E assim nasceu a dupla Peão e PRAENSE, mas pela primeira vez o PRAENSE gravou um disco na gravadora que não botou fé no seu Trabalho e então a dupla Peão e PRAENSE acabou no primeiro CD. Em seguida no caminho do PRAENSE surgiu Carreiro Filho, o filho do Peão Carreiro, com a voz bem parecida com a do Pai. Com muito esperança as gravadoras Laser Records e Atração Lançaram a Dupla que veio para dar sequência ao estilo de Peão Carreiro e PRAENSE, assim surge a dupla Carreiro Filho e PRAENSE. Mas infelizmente a dupla Carreiro Filho e Praense também não passou do Primeiro CD.A Dupla acabou e o PRAENSE mais um vez sozinho pensou em encerrar a carreira como cantor Profissional, então iria ficar atoando só na Profissão de Compositor, mas, derrepente, mudou de idéia pois o que ele nunca esperava e que um dos seus maiores amigos o convidasse para fazer uma Dupla. Mauro Cassapula e o nome do Amigo que nunca tinha feito dupla com ninguém antes, apesar de ser dono de uma bela voz, moço alegre simpático e muito otimista esses foram os requizitos suficientes para que o PRAENSE fizesse a 6º Dupla de sua Carreira, Mauro Cassapula e José Dercidio dos Santos com Fé em Deus e muita esperança, são agora TÈNORIO E PRAENSE.


Playlists relacionadas

Contrate

TENÓRIO E PRAENSE

(11) 3222 - 9000 | (11) 3222 - 0708http://WWW.TENORIOEPRAENSE.COM.BR
Home