Trindade XVzista

EstiloPunk Rock
Cidade/EstadoPiracicaba / SP
Plays271plays
VER TODAS AS MÚSICAS

Comunidade

OuvintesThiago Augusto Sartori Olmos e outros 1 ouvintes
Fã-clubeForro dos Kapas e outros 4 fãs

Comentários

Filtrar Por:
Thiago OlmosGuitarra Base
RafaelBateria
Ramon MoralGuitarra Solo

Release

Você está aqui, navegando neste site dedicado à banda Trindade XVzista, e isso me faz deduzir que você teve um certo interesse pela banda... e isso me deixa animado. Toda banda tem uma origem, um começo e uma razão(ou razões) de existir, e com a Trindade XVzista não foi diferente. Eu deixarei bem claro para vocês o motivo de a Trindade XVzista vir a existir, e esclarecei também alguns importantes pontos por trás de nossa ideologia, o que fará com que você tenha uma melhor compreensão das letras de nossas músicas.

A idéia de criar a Trindade XVzista é de também criar um símbolo. Nós criamos a Trindade XVzista com o claro intuito de criar (ou de, ao menos, recriar) um mundo onde todos os verdadeiros amantes de rock and roll se sintam acolhidos e seguros. Nós planejamos os shows da Trindade XVzista para serem festividades, rituais de ultrapassamento. Uma experiência única e diferenciada na vida de cada ouvinte. O primeiro álbum da Trindade XVzista, homônimo, foi criado para ser um álbum diferente de tudo aquilo já criado (e gravado) na música nacional, pois desta forma nós levaremos os nossos ouvintes para uma espécie de caminho jamais antes visto. Nós inovaremos.

A primeira faixa do álbum é o hino \"Diga Não Ao Racismo\". Todos os instrumentos foram gravados separadamente para que a sonoridade soasse perfeita e também para que a música fosse mais bem controlada pelos integrantes da banda, coisa que nós jamais havíamos feito antes por termos sido membros de bandas punks, onde todos instrumentos eram gravados juntos, de forma com que a qualidade sonora ficasse baixa. Outro fato que há de se destacar nas músicas da Trindade XVzista é o esplendor \"orgânico\" que as músicas carregam, uma vez que eu (Rafael Fioravanti de Almeida, o baterista) não sou adepto de metrônomos, e Ramon Moral e Thiago Olmos também não são adeptos de tantos efeitos de guitarra. Tudo isso acaba proporcionando simplicidade e singularidade ao som. A faixa \"Em Nome do Amor\" foi uma música que eu escrevi e compus no mesmo dia, me inspirando em uma experiência real, onde eu conto explicitamente a triste desavença que tive com a garota que eu mais amei. \"Fear Dubh\" (que significa \"Homem Negro\" no idioma gaélico irlandês) é um instrumental meticulosamente composto e gravado. A balada frenética de \"Nosso Amor\" conta, de modo irreverente e poético, uma paixão conturbada (e não correspondida). \"Nós Não Gostamos de Gringos\" é uma música que tem como principal objetivo promover a união dos brasileiros para mostrar a nossa força diante da indiferença dos gringos; e a maledicente \"Desgraçados\" trata-se de uma crítica ácida a todos os políticos corruptos.

Playlists relacionadas

Contrate

Home