adal

EstiloPop
Cidade/EstadoManaus / AM
Plays5.829plays
VER TODAS AS MÚSICAS

Comunidade

OuvintesMartin Silva e outros 9 ouvintes
Fã-clubeJader Frauches e outros 20 fãs

Comentários

Filtrar Por:

Release

Adal

José Adalberto da Silva, Autor-Compositor, membro da Sociedade de Autores-Compositores e Editores de Música S.A.C.E.M Paris França.
Nasceu no dia 27 de agosto de 1954, na cidade de Coari-Amazonas-Brasil, onde viveu a infância e a adolescência, concluindo o ensino fundamental no colégio-ginásio Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, e em Manaus no Instituto de Educação do Amazonas IEA, concluiu o segundo grau.
Sexta-feira dia 21 de março de 1975, por motivo escolar, viaja prá Colômbia, levando um violão na bagagem, e na universidade Nacional de Bogotá, ingressa no curso de odontologia, sendo no mesmo ano transferido pelo intercâmbio cultural, para a universidade Central do Equador em Quito, onde além de odontologia, começa o curso de arquitetura e urbanismo.
Em Quito conhece Flávio Gianinni, com quem fez dupla e pela primeira vez se apresenta profissionalmente divulgando a música popular brasileira no exterior. Foi no teatro Capitole de Quito no dia 18 de janeiro de 1976, exatamente em um festival de rock. Depois dessa apresentação, a dupla na parou, solicitada pelos programas de rádio, televisão, casas de cultura, restaurantes, bares, clubes, peñas, movimentando as noites quitenha, que na época estava apenas começando. Chegaram até montar um bar, Caipirinha's bar.
De Quito à Bogotá foi um pulo. Convidada por amigos, em Bogotá a dupla se apresenta no teatro Gata Caliente, universidades Nacional, Javeriana e Santo Thomás de Aquino, centro de cultura do parque nacional, e em programas de rádio e televisão.
De volta a Quito a dupla se separa. Flávio Gianinni em carreira solo, sai em tournê até o México. Adal por motivo escolar, permanece em Quito, e em carreira solo também, fáz várias apresentações, aproveitando prá aprimorar seus conhecimentos.
Só em outubro de 1976, decide por motivo escolar e sentimental, de carona, deixar o Equador e ir morar em Albuquerque - Novo México nos Estados Unidos, se apresentando e divulgando a cultura brasileira por onde passou. Na Colômbia, voltou a se apresentar nos palcos que já conhecia. Na Guatemala, em Guatemala city, na peña Pacaya. No México, na cidade do México, no circo do Capulina, e na cidade Juaréz, na escola superior de agronomia Hermanos Escobar e pronaf. E na universidade internacional de Albuquerque, criou o grupo musical Bossa 78, que se apresentou em vários programas de rádio, televisão, fez recitais, shows, festivais, em várias cidades americanas.
No verão de 1978, acompanhado de um amigo músico, aterriza na velha Europa, Nova York - Londres, e logo Touquet na França, onde conhecem um grupo de músicos, que os convidam, antes de descobrirem París, a fazer uma tournê até Lille no norte da França, se apresentando em bares, praças, restaurantes.... época áurea do chapéu.
Em París, inscrito na universidade de Vancennes-París XI, o músico estudante muchilheiro ataca a noite; bares, restaurantes, cafés, teatros, clubes, e aos pouco foi conquistando seu espaço no meio artístico, sendo convidado a participar de programas de rádio, televisão, shows, galas e festivais em cidades européia.
Em 1981, é aceito na Sociedade de Autores-Compositores e Editores de Música S.A.C.E.M París-França, editando suas primeiras obras, e assina contrato com a I.B music Productions, se tornando mais tarde diretor de business internacional.
Em 1983 em París, com Jeroen Van Der klugt , cria a Coary Produções dentro do Studio des Dames, antigo Studio da Philips-Poligram, com o objetivo de descobrir e valorizar novos talentos, produzindo, editando, organizando tournês etc, o começo de uma serie de produções, entre elas, Nana & Co, Patrick Desireu, Amazonico seu primeiro LP, que foi lançado em 1984 na França, em 1985 no Brasil, e reeditado em CD pela fundação Villa Lobos no projeto Valores da Terra em 2004 em Manaus.
Entre suas apresentações memoráveis, estão a do festival de Jaz de Angers-França em 1984, na companhia de feras como Hermeto Pascoal, Baden Powell, Márcia Maria, Art Blakey, Nenê, John Coltrane entre outros. Palácio do Congresso(Palais des Congrés) no salão dos espelhos em Versailles-França em 1985, com Thierry Sabine, o criador do rally París-Dakar. A noite de gala no Palace de París, com Gibsy Kings em 1988. E claro, sua primeira apresentação no Teatro Amazonas em Manaus, na ocasião do lançamento do seu primeiro LP em 1985, com vários artista amazonenses convidados.
Hoje cidadão do mundo, de volta as suas origens depois de mais de vinte anos no exterior, onde desenvolveu a carreira de cantor autor-compositor produtor, sendo considerado em vários países embaixador cultural brasileiro, vem encarando novos desafios. Seu trabalho foi fundamental na divulgação da nossa cultura.
Nos últimos anos, vem realizando vários projetos culturais; shows, festivais, edições de cd's comerciais e promocionais, programas de rádio e televisão etc, e com o apoio de vários autores-compositores, está criando uma Sociedade de Autores-Compositores e Editores de Música do Amazonas S.A.C.E.M-Am, para que junto ao Escritório Central de Arrecadação e Distribuição E.C.A.D, possa defender os direitos autorais dos artistas, que por culpa de uma má política de fiscalização arrecadação e distribuição, não são beneficiados.
A necessidade de uma S.A.C.E.M-Am, é a falta de um órgão específico, que possa zelar pelos direitos autorais, com o objetivo de pesquisar a melhor e mais justa forma de fiscalização arrecadação e distribuição. Fazer justiça.



Fim

Playlists relacionadas

Contrate

Adal

(92) 9623 - 6543 | (92) 3302 - 1320https://www.palcomp3.com.br/adal/
Home