Braia

Braia

EstiloFolk
Cidade/EstadoVarginha / MG
Plays92.503plays

Comunidade

Ouvintesluciano Kiko e outros 491 ouvintes
luciano Kikoluciano Kikoluciano Kikoluciano Kikoluciano Kiko
Fã-clubeluciano Kiko e outros 263 fãs
luciano Kikoluciano Kikoluciano Kikoluciano Kikoluciano Kiko

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário
Imagem de Bruno MaiaBruno MaiaVoz, Violão, Guitarra, Gaita, Flauta
Imagem de Fernanda OharaFernanda OharaVoz
Imagem de Edgard BritoEdgard BritoTeclado
Ver mais integrantes

Release

Muitos fatores motivam o músico a se enveredar em projetos solos. Alguns, por insatisfação com o atual grupo. E outros, para romper os limites de um trabalho criado a muitas mãos. E foi essa busca pessoal pela arte sem limites, que motivou Bruno Maia, do Tuatha de Danann, a criar o BRAIA.

A vontade de transcender o Heavy Metal Celta da banda resultou em experimentações. Dessas experiências no plano mágico da música brotaram 10 temas. E o conjunto dessas composições transmutou-se em “...e o mundo de lá.”.

A inspiração artística foi buscada na abstração do poeta e as bases técnicas nas vivências no mundo musical. Dessa jornada ao cerne de tradições milenares, houve o encontro espontâneo entre o mito, o regionalismo e a magia. A musicalidade de manifestações tão distintas da música celta, da MPB, da música regional mineira e do rock progressivo foi a base da concepção criativa de Bruno Maia.

As 10 composições foram gravadas em oito estúdios, com 16 músicos de várias nacionalidades e formação musical. Na Irlanda, com músicos irlandeses, foram gravados os instrumentos celtas de “Sláinte a la Brasilis”. Na França, o francês Mael Saout, registrou as guitarras de “Falalafada”. Em Belo Horizonte, o violinista Marcus Viana gravou os violinos de “Bloom”. Em Varginha, Três Corações e São Paulo, músicos especializados em Rock, Música Erudita, Jazz, Musica Regional e MPB incluíram toques pessoais na gravação das músicas.

Bruno Maia compôs e arranjou todas as obras. Gravou os vocais, violão aço, violão nylon, craviola, bandolim, bouzuki, guitarra havaiana, guitarra elétrica, tin whistle, low whistle, flauta, bodhran e percussão. As vozes femininas foram entoadas pelas cantoras Fernanda Ohara e Isabel Tavares. Mixado e masterizado por Paulo Anhaia a produção ficou por conta de Bruno Maia.


Com todas as peculiaridades, BRAIA ...e o mundo de lá”, é personificação da música sem limites e sem nome, simplesmente a exteriorização da arte contida de um artista contemporâneo brasileiro, mas com inspirações mundiais e atemporais.

Playlists relacionadas

Contrate

Braia

(35) 3222 - 2783http://www.braia.com.br