BWS 85

EstiloHardcore
Cidade/EstadoMacaé / RJ
Plays1.993plays

Comunidade

OuvintesAndré Braun e outros 5 ouvintes
Fã-clubeJader Frauches e outros 10 fãs

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário
Imagem de CaioCaioVoz
Imagem de ThiagoThiagoGuitarra
Imagem de FelipeFelipeGuitarra
Ver mais integrantes

Release

::RELEASE::

Começo de 2004, começo de tudo, podemos dizer que dai, aumentou-se o interesse de levar tudo mais a sério. Mais ou menos em Março no ano de 2004, a formação do protótipo da bws estava por completa. Por incrível que pareça, a falta de instrumentação nos afetava e afeta até hoje, e a falta de criatividade também era e ainda é um exelente encosto para a banda. Por falta de noção de construção e elaboração de uma banda, a percussão era PERCUSSIONADA...por sintetizadores ou seja, teclados da CASIO vendido na camelô, isso mesmo... CAIO tocava com muito glamour o seu teclado que foi presente de seus pais. Caio Cezar, hoje vocalista da banda, nos alegrava com suas reviradas deslumbrantes, e como deslizava seus dedos nas teclas produzindo caídas de som nos tons e nos bumbos, pois no teclado, há muitas variações de caixas, bumbos e pratos. Primeira "apresentação" foi feita numa escola estadual na Aroeira, que por falta de shows, nos encaixamos nesta apresentação que na verdade era um concurso evangélico. Tocamos sem reclamar, pois não tinhamos condições para isto...o nome da banda foi requerido, e não tinhamos-o, pensamos por alguns minutos, coisa que raramente fazemos, e conseguimos um nome, pelo menos para o concurso..MPC 44, sim, esta obra de arte..Por que MPC 44, espelhe-o, este nome foi dado por influência do que tocavamos. A antiga BWS contia em seu repertório somente CPM 22, músicas exelentes para começo de banda, para todos da banda que não tinham noção de como elaborar uma melodia e compor uma canção, "covernávamos" o CPM 22. Voltando ao dia do concurso, o nome foi extreado lá, MPC 44, o contrário de CPM..22+22 = 44....TOSCO, mas não faziamos idéia. Tocamos e ficamos em primeiro, se não me engano, tocamos Novo Som, mas isso não vem ao caso.

Depois de um longo tempo, roubamos uma bateria, que atendia pelo nome de BNB, sim, a marca dela era BNB, e ainda era roubada. Não tinhamos vergonha, pois era roubada, não compraria uma BNB nunca, mas que ela serviu por muito tempo serviu, até para trabalharmos a nossa primeira música (Vou Te Esperar). Ensaiavamos quase todos os dias na casa do vocalista Caio, isso muito após de termos largado o teclado, e o verdadeiro baterista, Saulo Pimentel, começar a tocar. Saulo, um dos primeiros integrantes da banda, foi convidado após um show muito antigo na Pró Sport, em que o caio não pode comparecer para esaltar seu prazerosos efeitos percucionais, entaum assim, o saulo trabalhou em seu lugar, relembrando que isso tudo aconteceu bem antes da MPC, que se eu não me engano, a banda se chamava 2 FACES e tocavamos Legião Urbana. Pouca vergonha. Felipe, guitarrista, saiu do Rio de Janeiro para conviver conosco e dividir seus conhecimentos de trash e death metal com todos, isso mesmo, ele veio de uma banda de trash, chegando aqui com muitas técnicas aonde enfeitavam as músicas e as deixavam mais belas. Thomas, terceiro baixista da banda, saiu de SP para nos alegrar, se não fosse por ele, a banda não teria essa imagem que tem hoje. Para mim e para muitos, Thomas Rodrigues é o integrante mais engraçado e valioso da banda. Thiago, também guitarrista, nasceu em Macaé, amigo de saulo desde a infância, sonha que um dia isto possa dar algum futuro. BWS 85, como surgiu esse nome esplendido. Sentados todos em frente ao lar do guitarrista Felipe EMANUEL, discutiamos sobre o mesmo. Como MPC 44 não teriamos condições de continuar, assim Thiago deu a idéia de continuarmos com o mesmo esquema de letras e números como o Blink 182, SUM 41 e até mesmo o CPM 22. Para lembrar, a banda possuía somente um meio de condução, uma Yamaha BW's. Pra que ela foi estar no dia em que estávamos a busca de um nome. A BW's nos ajudava muito em questão de transporte e carregamento. Decidimos que ela seria a mascote, e também batizariamos a banda de BWS...espere...mas e o número.? Thiago e Saulo, descendo um supremo morro, com duas guitarras, e duas caixas amplificadoras, tiveram a idéia de descer no TALO, ou seja, pedir para morrer. A velocidade alcançada com certeza foi mais de 85, mas na hora em que quase caíram no valão, olharam para o painel e marcava 85. Thiago logo disse, ja é BWS 85. Queríamos um nome que pegasse e que seria de facil pronuncia, um nome inédito e ao mesmo tempo tosco. Hoje, a banda conseguiu um lugar consideravel em Macaé RJ, aonde trabalham para a própria evolução, e sempre na base da diversão e da zona.

Playlists relacionadas

Contrate