David Assayag & Banda

EstiloRegional
Cidade/EstadoManaus / AM
Plays173.901plays
VER TODAS AS MÚSICAS

Comunidade

OuvintesLeandro Amaral e outros 98 ouvintes
Fã-clubeNeto Oliveira e outros 35 fãs

Comentários

Filtrar Por:
Aldenor Salustiano - GaúchoPercussão
Tony DavidPercussão
Marcio VieiraPercussão
Ver mais integrantes

Release

Em uma célebre letra de Humberto Teixeira, que o sanfoneiro Luís Gonzaga transformou em sucesso nacional, o poeta começa fazendo uma observação casual ("Tudo em volta é só beleza / Sol de abril e a mata em flor / Mas assum preto, cego dos olhos / Não vendo a luz ai, canta de dor") para concluir com uma constatação assustadora ("Talvez por ignorância / Ou maldade das piores / Furaram os olhos do assum preto / pra ele assim, ai, cantar melhor").
Autêntico curió de Parintins, o antes Rei, agora Imperador do Azul, David Assayag, não teve a desdita do assum preto da famosa canção atribuída à ignorância de seus donos, mas a adolescência do cantor lhe reservaria uma tragédia parecida que ele sempre se recusou a comentar. Entende-se, portanto, a escassa quantidade de informações a respeito do acidente que lhe tirou a visão. O que se sabe é que David passou o dia brincando com seus amigos e foi dormir. Quando acordou no dia seguinte, estava cego. É bem possível que o tempo de recuperação do acidente possa ter contribuído para a sua futura carreira musical. Isso porque, ficando mais tempo em casa, David Assayag, que já adorava escutar música no rádio, pôde ouvir com maior frequência a mãe tocar violão e cantar sucessos da época. Não demorou para que ele frequentasse as aulas do coral da igreja de São Benedito e começasse a se envolver com a cena musical dos bois bumbas de Parintins. O que se acreditava ser uma cegueira ocasional mostrou-se irreversível. Porque era cego, David conseguia expressar suas emoções melhor que os outros. Não era inibido, nunca fez o tipo "coitadinho", falava de tudo, fazendo piadas até sobre sua própria sina. Ele não tentava ser cool: ele sempre foi e é cool. Era bem possível que também tivesse uma raiva por dentro, mas queria provar que poderia conseguir algo mesmo sendo cego. E foi à luta.
Reconhecido por unanimidade como a mais bela voz do cancioneiro amazonense, David Assayag começou sua carreira profissional em 1984, como vocalista principal da banda Raízes da Terra. Dois anos depois, começou a frequentar os ensaios do Boi Caprichoso e fez sua estreia no Festival Folclórico de Parintins como backing vocal do levantador de toadas Arlindo Jr., que também estreava naquele ano. Os dois participaram da gravação do CD do touro negro fazendo duetos emocionantes.
David permaneceu no bumbá Caprichoso até 1993, quando foi convidado para ser o levantador oficial do bumbá Garantido, no posto que até então viesse sendo ocupado pelo cantor Paulinho Faria (remanejado no mesmo ano para Amo do Boi), considerado o maior ídolo popular da nação vermelho e branco. Substituir um grande ídolo não fazia parte dos seus planos, mas ele foi à luta. Nesse meio tempo, David Assayag já fazia parte da banda Canto da Mata, de Maílson Mendes, até hoje uma das bandas oficiais do Caprichoso, e também participava de pequenos espetáculo em Manaus, onde mostrava sua versatilidade cantando velhos clássicos da MPB. Começou a conquistar uma nova legião de fãs, expandindo as fronteiras de seu mundo musical.
David Assayag demorou algum tempo para encontrar o ponto certo de sua carreira de levantador de toadas. Logo que começou, seu estilo oscilava entre o de Paulinho Faria e o de Arlindo Jr., feitos de mais potência vocal e menos lirismo. Hábil em utilizar os seus outros sentidos, o compositor era excelente imitador. Quando descobriu seu próprio jeito de cantar, se tornou uma figura carismática e forte que entrava na arena com grandes óculos escuros e uma energia quase irracional. Em pouco tempo, se transformou no novo quindim da nação vermelha e branca.
Por conta do estrondoso sucesso da toada "Vermelho", de Chico da Silva, também gravada pela cantora Fafá de Belém, o cantor tornou-se nacionalmente conhecido. Em 1997, em Brasília, ele recebeu das mãos do presidente Fernando Henrique Cardoso a comenda de "Honra ao Mérito Cultural", pela sua contribuição em defesa de nossa cultura popular verdadeiramente amazônica.
Quinze anos se passaram para David Assayag retornar à suas raízes. Em setembro de 2009, o cantor assinou contrato por quatro anos com o Boi Caprichoso e se prepara para escrever uma nova história de sucesso, dedicação e superação. Não vai ser fácil. Mas o Imperador Azul nunca se interessou pelas coisas fáceis.
Acompanhe conosco aqui no site do Imperador Azul, essa nova página da história de Nosso querido e amado David Assayag.

Playlists relacionadas

Contrate

Marcos Assayag

(92) 9144 - 5255 | (92) 9115 - 9196http://palcomp3.com/davidassayag/
Home