Diafanes

Cidade/EstadoSão Paulo / SP
Plays3.374plays
VER TODAS AS MÚSICAS

Comunidade

OuvintesCaroline Dourado dos Santos e outros 2 ouvintes
Fã-clubeUelton Alves da Silva e outros 14 fãs

Comentários

Filtrar Por:
Lorena HollanderVoz, Guitarra
Ciro ViscontiGuitarra
Pietro BérgamoBaixo
Ver mais integrantes

Release

VEJA ATRAVÉS

Banda paulistana formada por Lorena Hollander em meados de 2002, ao lado de Rafael Tortola, com o objetivo de trabalhar suas composições. Nesse mesmo ano Diafanes tocou em diversos shows e gravou seu primeiro demo. Essas atividades serviram como experiência para os rumos que o grupo tomaria musicalmente .

Em 2003, já com sua nova formação, a banda compôs e produziu a trilha sonora do espetáculo de dança Sequences, de Laura Hallasz, que será apresentado em Berlim. O resultado desse projeto foi o single Love In / Wilt, gravado no Estúdio Paulo B. que mostra a identidade da banda, misturando guitarras e baterias pesadas, com linhas de baixo melódicas e o timbre peculiar do vocal, tudo isso com uma forte dose de experimentalismo.

Paralelamente a esse projeto, a banda começou a apresentar seu novo show, tendo grande receptividade por parte do público. Além disso começou a trabalhar na pré-produção de seu primeiro álbum que irá contar com 10 músicas inéditas e tem lançamento previsto para o segundo semestre de 2003.

Em suas composições, Diafanes procura sair do lugar comum do cenário pop/rock, buscando sonoridades originais tanto na elaboração de suas músicas como na escolha dos timbres. Esses elementos surgem devido a grande diversidade de influências de seus integrantes. Tais influências vão desde Smashing Pumpkins, Veruca Salt, Soundgarden, Radiohead, entre outras bandas dos anos 90, até bandas clássicas como Queen e Pink Floyd, passando por compositores contemporâneos de música erudita. Em algumas composições a banda apresenta sonoridades árabe e flamenca e reforça essas características usando instrumentos diferenciados como castanholas e snujs.

As letras, todas em inglês, tratam não só de questões pessoais, como também de questões sociais, que acabam retratando a condição humana e facilitam a identificação de seu público.

A proposta do grupo é trazer ao seu público rock alternativo/experimental de alta qualidade e envolvimento artístico. Tal envolvimento parte das composições, letras, arranjos, performance e extrapola os limites da produção musical, abrangendo também o aspecto visual, através dos encartes, cartazes, adesivos e principalmente de sua página na Internet. A integração entre a música e as imagens é uma das principais características do grupo.


O SHOW

O show é constituído na maior parte de músicas próprias, pertencentes ao single e ao álbum que será lançado no segundo semestre. Em aproximadamente ma hora, a duração da apresentação, o Diafanes envolve o público graças à execução expressiva de suas músicas, que se contrastam. O entrosamento, bem como a habilidade musical dos integrantes, aliado à utilização de uma aparelhagem adequada e sofisticada, garantem a qualidade da apresentação.

Além das músicas próprias, são incluídas no set list versões de canções de outras bandas ou artistas nacionais e internacionais de diferentes estilos. Tais versões nunca são idênticas às originais, pois o grupo prefere fazer releituras buscando interpretações próprias, para reforçar sua identidade. As versões são escolhidas a cada show, de forma que o set list nunca é igual e sempre adaptado à vontade da banda. Algumas versões já trabalhadas são de: Rita Lee; Smashing Pumpkins; Queen; Beatles; Supertramp; Elton John, Chico Buarque; Radiohead; Tears for Fears; entre outros.

Playlists relacionadas

Contrate

Home