Dione Black

Cidade/EstadoCeilândia / DF
Plays639plays
VER TODAS AS MÚSICAS

Comunidade

OuvintesManoÁla ORIGINAL RAP CEARENSE e outros 2 ouvintes
Fã-clubeManoÁla ORIGINAL RAP CEARENSE e outros 14 fãs

Comentários

Filtrar Por:
Dione Black

Release

Biografia
MÚSICO: Projeto PR-15 e Dione Black;
INSCRIÇÃO: OMB/DF 1551;
INSTRUTOR DE BASQUETE MODERNO: Grup´Arte Integrada;
PRESIDENTE ELEITO DA ONG: Original Jovem

1.1 ? História:

Nascido em agosto de 1983, na cidade de Planaltina ? Distrito Federal. Iniciou no mundo musical aos 09 anos de idade, incentivado por um show do Pop-Star Michael Jackson. Sincero e realista se identificou como rimador, em 1993 fundou o grupo Pregadores da Paz. Em 1994, apoiado por outros integrantes, teve a ideia de modificar o nome do grupo, que passou a chamar-se Consciência Criminal, realizaram vários shows e fizeram parte do MH2O ( Movimento Hip-Hop Organizado), que se iniciava no Distrito Federal.
Em 1996, o grupo passou por novas mudanças, o que levou o Rimador a mudar novamente o nome do mesmo; Dione Black, ainda conhecido como Mano Profeta, recebeu o apoio dos novos integrantes e o grupo passou a chamar-se Conscientes Mc?s. O grupo fez parte do projeto social Oficina de Rima do grupo Se Liga Galera, onde unindo-se a outros quatro grupos de Rima da região, que também participavam do projeto, na intenção de montarem uma posse, isso fez de Dione um dos fundadores da Posse Pr-15.
Devido a várias mudanças e o afastamento de vários integrantes dos grupos, a posse veio a tornar-se o, hoje, grupo Família Pr-15, onde o Rimador canta e compõem rimas de conscientização contra o racismo, as drogas, diferença social e violência.

1.2 ? Projeto Dione Black:

Passado por vários grupos e ter tido como seu pseudônimo diversos nomes, Dione busca a realização de um projeto que a tempos se prepara, o projeto Dione Black, após 18 anos atuando como MC em diversos grupos de rap pelo qual sempre liderou, surgiu da necessidade de explorar o conhecimento, proporcionando o acesso no mercado musical. A ideia surgiu após perceber que todos os recursos destinado ao HIP HOP, se concentrava nas mãos de poucos, a iniciativa vem principalmente com o proposito de desarticular, decentralizar e distribuir os recursos na cidade de Ceilandia, o projeto Dione Black pretende não manter apenas um estilo musical, pois, essa é uma proposta mult-visualizadora. Dione tem vinte sete anos de idade sendo que dezoito desses vinte sete foram dedicados a musica.

1.3 ? Como São Feitas Letras:

Dione escreve dês dos 9 anos de idade, as letras começaram a ser escritas dentro de sala de aula, Dione dizia que não conseguia se concentrar com a aula de português e para não ficar parado nas aulas escrevia musica, com nove anos de idade ainda não tinha identidade própria, mal sabia que se tornaria um rapper.
Dione convidou alguns amigos para cantar com ele e como ele era o único que sabia ler, por ser o mais velho do grupo fazia as letras, decorava e repetia até os seus companheiros que ainda não sabiam ler decorassem, esse processo de leitura e de composição deu ao Dione a facilidade de compor e interpretar suas musicas, as letras hoje são feitas na maioria delas quando o Dione se encontra só, não costuma mostrar seus rascunhos para ninguém e logo quando decora suas musicas costuma jogar fora seus rascunhos, alguns rascunhos Dione ainda guarda, mas, ele diz que não tem motivos importantes que definem essa atitude.

1.4 ? Influencias:

Influenciado por palestrantes nacionalmente conhecidos, por ver que as formas de palestrar é tema transverso ao seu trabalho, por perceber que os recursos culturais não são distribuídos de forma igualitária, por sempre ter que passar com suas letras por uma aprovação de foma coletiva pelos grupos pelo qual Dione sempre fez parte, por perceber que o hip-hop não esta dialogando sobre a questão afro.

1.5 ? Objetivos:

Descentralizar os recursos culturais, desenvolver palestras de auto-ajuda, fomentar a ideia da prática de profissionalismo legal na aria do HIP HOP, levar como forma de promoção o nome da Cidade de Ceilandia para o Brasil e o mundo, conscientizar de foma poética o jovem e o adolescente que estão vulneráveis a vida erronia de criminalidade e uso de drogas, representar a etnia afro-descendente, desenvolver trabalhos de work shop nas escolas públicas.

Playlists relacionadas

Contrate

Home