dom secreto157 NERVOSO61.465 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
1 / 44

157 NERVOSO

Dom secreto

Meu telefone toca 12:30 é foda
Não sei se vou agora nesta fita cabulosa
O capeta diz: aceita secreto hoje é sexta feira
Você ta desempregado e a coisa tá feia
Inresistível a fita é a maior parceiro
Tem quatro mano envolvido e uma mina no meio
Eu faço um tempo que não me emprego
Toda empresa pede meu antescedente criminal
Cumpadi, já que não me dão oportunidade
Vou viver roben hood, só que é de verdade
Amanhã 157 prá pra esquematizar
Em um lugar que nem 01 cú de burro possa imaginar
Na subida da ladeira num barraco de madeira
Vamu se organizar: põe as carta na mesa
Meu chevete com motor de opala ta na parada
Comigo, piloto de fuga da rapaziada
O local é mamão com açucar não pega nada
Véi, a fita é dada, sem zuada, sem bala
Se haver falha a firma armada jão
Com 02 ponto 40, e uma 12 de repetição
Na hora da ação, minha atitude vai muito mais além
Pra mim parar...só deus e mais ninguem
Vou sonhar, quero conquistar igualdade, direitos
Dolar no bolso pra alimentar meu herdeiro

Vida do crime
A vítima do crime é só vc
Infelizmente eu naum sei o que fazer
Tomar atitude irmão é cabuloso
157 nervoso

Na sequência o plano todo esquematizado
Beto badú e bebel esperam do outro lado
Da avenida, vamu agora na casa do rato
Meu chegado, o artigo pra assinar é pesado
Formação de quadrilha, 157, 14
Pra longe de mim,passei 03 anos no 12
Aí cumpadi, o local, é uma concessionária
Localizada bem logo em frente a praia
Vou a 50 por hora, devagar na moral
Pra não chamar a atenção dos cachorros paga pau
A segurança dos playboy agente ver que é foda
Viatura no setor de mansão a toda hora
Mais como esta fita que eu naum entedí
Direito ladrão
Aí parceiro, o cofre fica no segundo andar
Durante a noite hoje só tem um vigilante lá
Vou estacionar meu chevete hora da ação
Vou rezar pra dimas o primeiro ladrão
Então vai véi, cada um sabe sua função
O sistema é nervoso, velocidade na missão
Bebel chega intimando, inteligente, pretende
Atrair o vigilante para o portão da frente
E do meu lado beto e badú, carregando o péntiu
Pra utilizar, se for preciso derrepente
No andamento vão por trás, pra pular o muro
Em direção ao cofre de malote ouro puro
Nunca mais minha familha vai ralar tipo besta
Pra aqueles que acumulam a riqueza do planeta

Vida do crime
A vítima do crime é só vc
Infelizmente eu naum sei o que fazer
Tomar atitude irmão é cabuloso
157 nervoso

Me perdoe senhor, se eu estiver agindo errado
Mais é pelo futuro da minha famílha este pecado
Se passaram 20 minutos o tempo corre
Tô contando com a nossa precição e a sorte
No momento cada qual ta fazendo sua parte
Ladrão, no combinado, eu não quero que mate
Tô ficando na espera pronto para o pinote
Na hora que os parceiros sair com o malote
O rato fica no orelhão de skina só passando os panu
Qualquer falha ele já ta preparado com um cano
De dentro do carro vejo bebel com o vigilante
No sorriso no abraço no beijo, mo romance
Vou passar o fio pro rato, enquadrar tomar o ferro
É só um vigilante a chance dele é zero
Sem mistério, no que ele se achou o garanhão
Voz de ladrão, perdeu, perdeu
O ferro e a munição otário...
E então, levaram pro banheiro o vigilante
Sem tiro, sem sangue, o amarraram com barbante
Lá se foi trinta minutos, cadê beto e badú
Bebel e rato já vieram a chave ta no contato
La vém, os dois maluco atravessando a pista
Com o malote na mão e a feição de alegria
Derrepente ouço... do outro lado da rua
Observei, vamus da fuga é a viatura
E não é uma, são duas que vieram dar o bote
Mais não imaginaram que o piloto aqui é forte
No pinote, poeira levantou então segura
A fuga, 1:45 da madruga

Vida do crime
A vítima do crime é só vc
Infelizmente eu naum sei o que fazer
Tomar atitude irmão é cabuloso
157 nervoso

Tô ligeiro, direto para nossa quebrada
Na minha cola a viatura de cirene ligada
Já passei pela castelo branco atravessei a ponte
Tô avenida beira mar, véi, bem em frente
O casino maranhense tipo pega não pega
Já atingiram o pára-choque, mais ladrão não se entrega
Em alerta badú tá prevendo o perigo
É um risco, m ais desde o ínicio foi dito
Passo batido em frente a integração
Bebel nervosa com o tiroteio na perseguissão
Um tiro no retrovisor, o rato logo revidô
A 140 véi, o carro quase capotô
Mais não...eu manobrei com nunca ladrão
Na intensão de salvar a minha pele e dos irmãos
Aí fudeu, infelizmente aconteceu
Entre uma pá de tiro acertaram um dos pneu
Não teve jeito perdí o controle, subí o canteiro
E de frente nós batemos em uma pagero
No desespero total ninguem sabe o que faz
Badú saiu no pinote, bebel e beto mais atrás
O rato ta desmaiado, eu impossibilitado
De mover a minha perna e tambem o meu braço
Gritaram voz de prisão, beto mandou tomar no cú
Tiro de lá e de ká, e logo acertaram o badú
Caiu no chão, bem na cabeça, a morte foi estantânea
Bebel começou a chorar, e se ajoelhou na lama
Não adianta, o beto fala, não fique parada
Ele morreu pega o malote e sai na desesperada
Ela correu com o malote na mão junto com o beto
Enquanto eu e o rato, na minha cabeça um flash back
_pai posso ir com o senhor, _hoje não filho
Volto logo é rapidinho,
Fim da linha sem sucesso tamu algemado
Trancafiados na ferragem na batida do carro
Sofrimento dor e angústia, frustração
Direitos humano não vigora, pra nóis, humilhação
Bicudo na boca, soco na cara, e visão embaçada
Coronhadas, em relação as grade é quase nada
Eu deitado, quase desmaiado, escuto os gamber
Falando que mataram beto e prenderam bebel
E o malote segundo eles não foi encontrado
_o malote não foi encontrado é verdade ou foi confiscado?
E nos puxaram pela perna para o camburão
Imediatamente já chamaram a televisão
No camburão algemado eu rato e bebel
Apresentados a tv como se fossemos um troféu
Final trágico, vida do crime é isso que dar
Quando né morte é cadeira de roda ou cadeia

157 nervoso

Músicas mais acessadas

Fotos (11)

Clipes (11)

Release

dfdddddddddddddddddddddddddssssssssssssssss