Drowned

Drowned

Cidade/EstadoBelo Horizonte / MG
Plays18.389plays

Comunidade

OuvintesAkeline Coelho e outros 69 ouvintes
Akeline CoelhoAkeline CoelhoAkeline CoelhoAkeline CoelhoAkeline Coelho
Fã-clubeWesley Peccini e outros 89 fãs
Wesley PecciniWesley PecciniWesley PecciniWesley PecciniWesley Peccini

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário
Imagem de Fernando LimaFernando LimaVoz
Imagem de Marcos AmorimMarcos AmorimVoz, Guitarra, Backing Vocal
Imagem de Kerley RibeiroKerley RibeiroGuitarra, Backing Vocal
Ver mais integrantes

Release

DROWNED – BIOGRAFIA

A banda surgiu originalmente em 1994, porém devido aos vários problemas de formação, somente iniciaram-se os trabalhos em meados de 1998. Contando com Fernando Lima (vocal), Thiago Rodrigues (guitarra), Marcos Amorim (guitarra), Rodrigo Nunes (baixo) e Beto Loureiro (bateria), foi dado início ao processo de composição de sua primeira demo. Sendo assim, em dezembro de 1998 foi gravada "Where dark and light divide...", contendo três músicas: Learn to obey, Words from the pit e a faixa título.

Esse primeiro trabalho, lançado em 1999, foi amplamente divulgado no Brasil e no exterior e obteve uma boa receptividade por parte da crítica especializada e do público, rendendo participações em algumas coletâneas brasileiras.
Em março de 2000, Thiago Rodrigues resolve deixar o grupo, em seu lugar é chamado Rafael Porto. A banda segue os seus trabalhos de composição, divulgando o seu som, fazendo mais shows e ao procurar por um selo para editar seu primeiro CD, a banda acerta com o selo mineiro Cogumelo Records a gravação do seu primeiro álbum, “BONEGRINDER”. A banda entra em estúdio durante os meses de abril e maio de 2001 e lança o trabalho em meados de agosto de 2001.

BONEGRINDER é um marco na carreira do grupo, que após o seu lançamento parte em sua primeira excursão brasileira. Porém a tournée é interrompida abruptamente, face ao grave acidente de carro, sofrido pelo guitarrista Marcos Amorim. Várias datas foram canceladas até que a banda fosse, com maior tranqüilidade, retornando à ativa, uma vez que o músico mostrava-se em recuperação. Somente no início de 2002 a tour pôde ser plenamente retomada, sendo então possível a passagem da mesma pelo Sul, Sudeste, Norte e Nordeste do Brasil.
Para comemorar o retorno de Marcos Amorim, a banda decide, junto com o selo, lançar um trabalho novo, em formato de mini-álbum, chamado BACK FROM HELL. Fazendo uso de gravações de demo, faixas cover, versões de músicas antigas, além de material inédito e gravado para este fim, o EP vem para dar seqüência ao trabalho iniciado com seu predecessor, e solidificar ainda mais o nome da banda no cenário brasileiro.

Uma nova e pequena tour se iniciou em agosto de 2002, começando pelo lançamento do mesmo em sua cidade natal, Belo Horizonte, passando novamente por diversas regiões do país, com uma receptividade excelente. Enquanto isso a banda continuou preparando material para o seu próximo trabalho completo de estúdio.

Em fins de fevereiro de 2003 a banda entra no DR Studio, pertencente à própria banda, e inicia o registro do seu terceiro trabalho, BUTCHERY AGE. São gravadas 12 faixas, com uma produção bem superior a tudo o que a banda experimentou antes. Mais agressivo, mais rápido e mais contundente, o álbum mostra um Drowned ainda mais variado dentro do estilo que criou.
O grande crescimento que a banda obteve com seus discos anteriores permite a banda somar forças para o trabalho, sendo a banda uma das primeiras do Brasil, sem uma gravadora multinacional por trás, a conseguir diversos endorsers e também a ter um circuito de shows controlado e programado.

BUTCHERY AGE é lançado em fins de junho de 2003, procedido por uma grande tour começou em 26 de julho do mesmo ano, abrangendo 27 datas por todo o Brasil. Porém a banda sofre a primeira baixa em sua formação desde o lançamento do seu primeiro álbum: Rafael Porto deixa a banda em julho de 2004 e em seu lugar entra Kerley Ribeiro. Compondo desde o início da Butchery Age tour, o Drowned estava com o material para o próximo trabalho totalmente escrito quando da entrada do novo guitarrista.

Em agosto de 2004 a banda entra novamente em estúdio e inicia as gravações de By the Grace of Evil, seu terceiro trabalho completo, quarto na discografia, já com a participação do novo guitarrista. Composto por 10 faixas, o trabalho recebeu tratamento ainda mais cuidadoso que os anteriores, incluindo encarte trabalhado folha a folha.

Lançado em Dezembro de 2004, By the Grace of Evil mostra um Drowned com as mesmas raízes, porém mais variado e mais musical. O peso e melodias característicos da banda desde a sua formação estão presentes, mas a banda cresceu em termos de composição do seu repertório.
A tour de divulgação de By the Grace of Evil passarou por diversas regiões do Brasil e pela primeira vez a banda contou com cenário personalizado com arte do CD.

2006 – Bio-violence.

Bio-Violence é o quinto disco do grupo mineiro Drowned, lançado pela gravadora Cogumelo Records. Bio-Violence é um álbum que enfoca em suas letras os conflitos e guerras atuais, a degradação ambiental, o Brasil e seus problemas, passando pela ingerência e o imperialismo das grandes nações. Embora árida seja a realidade vislumbrada pela banda, a intenção do Drowned é alertar e levar as pessoas a refletirem. Ainda há tempo para que seja construído um futuro menos sombrio. Este novo trabalho destaca-se em relação aos anteriores na dinâmica e complexidade dos arranjos, mantendo, contudo, a agressividade característica e estilo do Drowned. O álbum, composto de 10 faixas, distribuídas em cerca de 39 minutos, teve produção a cargo do guitarrista Marcos Amorim e da própria banda. A arte gráfica foi elaborada pelo vocalista Fernando Lima.


Playlists relacionadas

Contrate