Ebeneser

Cidade/EstadoFortaleza / CE
Plays952plays
VER TODAS AS MÚSICAS

Comunidade

OuvintesRubenita de Sá e outros 3 ouvintes
Fã-clubeBruno "B'Dog" Santos e outros 2 fãs

Comentários

Filtrar Por:
Alex RibeiroGuitarra
Bacana BassBaixo
Bruno XBateria

Release

O ano era 1996. Entre corredores, centros acadêmicos e salas de aula vazias da Universidade Estadual do Ceará durante a tarde, três caras se reuniam atrás de uma tomada pra fazer um Punk Rock que misturava de Ramones, Ratos de Porão, Bad Religion até música brasileira de Secos e Molhados e Raul Seixas. Como ninguém sabia tocar muito, ninguém sabia tirar a música de nin- guém, resolveu-se então escrever música. Esse era o intuito desde o princípio. Alex Ribeiro nos vocais e guitarra, Tony Neves no contra baixo e Italo nas baquetas. Essa formação duraria até a despedida de Tony para sua terra natal, as entranhas do Acre em 1998. Finalmente entra Bacana, primo de Alex, que deu origem ao famigerado nome EBENESER, até aqui Deus esteve convosco, (daqui pra frente...). Após um curto período com Italo na bateria, entra Daniel Pereira, baterista excepcional que permaneceu na banda durante os oito anos de existência.
Durante esse período EBENESER - Punk Band, escreveu muitas (a lot actually...) músicas e tocou com nomes consagrados do rock cearense, participou de vários festivais e apresentações na tele- visão. Podendo citar Iracema de todas as tribos, destaques no Planeta diário como banda inde- pendente, Festivais vários, como Pro-cultura, gravação de clipe ao vivo na TV União. Gravou Ga- rota Neanderthal, disco com 7 músicas, gravou também um disco ao vivo em 2001, no dragão do mar. A banda acompanhou Serguei, em seu aniversário de 70 anos, na extinta boate Mystical., tocando clássicos do rock’n’roll. Barzinhos, clubes, cabarés, calouradas, esquinas, quintais e festa de aniversários de loucos, anarquistas, ateístas e marginais. Onde tivesse pelo menos 5 pessoas pra ouvir, já se tinha uma audiência.
Apesar de ter importado um ritmo não muito comum a cultura cearense, essa nunca foi esquecida, EBENESER sempre misturou ritmos e nunca esqueceu de onde veio, instaurando repente e música regional à distorção sem nunca perder a essência política, contestadora, resignada e existencialista. Foi uma das primeiras, se não a primeira, bandas do Ceará a tocar SKA. Criticados e amados, mas sempre respeitados, a discussão é essencial à sua existência, continuou e continua sua árdua caminhada de fazer rock pesado no Ceará.
Em 2004, Alex Ribeiro aventura-se na fonte de inspiração e vai à Inglaterra, a terra da Rainha e do Rock and Roll, ficando lá até 2012. Participa de vários projetos, com ingleses, espanhóis, polo- neses e um turco (Ferdi! - The Bassman), dentre esses projetos, o mais significante da sua carreira underground: TERREMOTO 9.6, banda criada em 2009 com os remanescentes de outro projeto AXIS of ARSEHOLES, uma banda que misturava SKA, Punk Rock, Hard Core e Thrash. AXIS foi fundamental para o amadurecimento musical, banda muito conceituada e no qual ficou por quase 4 anos. Alex passeou por várias vertentes musicais pesadas e, quanto mais velho, mais radical tornava-se, fazendo o caminho reverso da maioria dos músicos. Dentre outros projetos, participou da FLAT PIG, uma das mais conceituadas e influentes bandas de Hard Core / Punk da cena underground inglesa desde os anos 80, em Brighton, cidade ao sul da Inglaterra, que abri- gou e acolheu nosso músico cearense. Outros projetos ficaram no caminho, GUODOMOROS, a primeira banda no Reino Unido com uns poloneses insanos, escrevendo, cantando e tocando sua guitarra mais que louco, participou de um projeto de punk rock com uns espanhóis, THE PIRA- TES' DIARY. Em Londres incontáveis shows foram realizados quase que quinzenalmente com Axis of Arseholese uma coletânea punk foi lançada com a mesma.
No Brasil, os remanescentes da Ebeneser produziram bastantes também. Bacana, o baixista que todos gostaríamos ter, participou de vários projetos que envolveram reggae. Irmandade Raiz, banda fundada pelo mesmo, foi seu primeiro projeto, sempre sem se desvirtuar do protesto, da política e do peso, que foi essencial na formação desses músicos. Gravou com vários músicos de renome internacionais da Jamaica, Argentina, Chile, Canadá e USA.
Em 2014, uma reunion foi marcada, e a procura por um baterista se fez necessária, encontramos Bruno, um baterista talentoso, que perfeitamente entrou em sintonia com o peso e feeling da banda. De lá pra cá, musicas novas estão sendo criadas e o peso do power trio nunca esteve tão afiado. Hoje EBENESER, continua pesada, misturando Punk Rock, Hard Core, com um molho Thrash Metal e elementos da música brasileira. Muitas coisas poderiam ser ditas, mas o pouco espaço não seria suficiente para escrever sobre quase 20 anos de serviço ao Rock and Roll. Hoje EBENESER está prestes a lançar Montage of Kaos. E possivelmente, o começo de uma turnê de divulgação do mesmo.

Playlists relacionadas

Contrate

Home